Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

terça-feira, junho 30, 2009

Educação aprova mudanças no Ensino Médio

O Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou hoje, por unanimidade, a mudança na estrutura do Ensino Médio. As novas diretrizes preveem uma ampliação da carga horária das atuais 2.400 horas para 3 mil horas por ano, um currículo organizado em torno de quatro eixos - trabalho, ciência, tecnologia e cultura - e com 20% de horas-aula dedicadas a disciplinas livres, que podem ir desde aulas extras de matemática ou português, até teatro, música, artes ou esportes.
As mudanças, no entanto, não valem imediatamente para todos. No início, cerca de 100 escolas em todo o País deverão ser beneficiadas com novos projetos e recursos para implementá-los. "O MEC deverá abrir ainda no segundo semestre deste ano um edital para novos projetos dentro dessa proposta de ensino médio inovador. Já temos no orçamento entre R$ 50 milhões e R$ 100 milhões para ajudar os Estados nessa mudança", disse o ministro da Educação, Fernando Haddad.
O MEC não tem o poder de definir a estrutura do ensino médio, uma atribuição dos Estados. Nacionalmente, o CNE define um currículo mínimo e as diretrizes nacionais, que mostram aquilo que um estudante precisa saber depois de três anos de estudo. As mudanças nas diretrizes, propostas inicialmente pelo ministério, pretendem, no entanto, tirar da inércia o atual modelo, dividido em disciplinas rígidas, e torná-lo mais interessante para os jovens. "A linha mestra é tornar o sistema mais flexível, mas a adesão deve ser espontânea. Isso é importante até porque será uma mudança de cultura", afirmou o vice-presidente da Câmara Básica do CNE, Mozart Ramos Neves.

IV Feira Cultural reúne alunos do Programa Alfabetizar Letrando



Artesanato, comidas típicas, brincadeiras, música e muita animação marcaram a IV Feira Cultural do Programa Alfabetizar Letrando, realizada no último sábado, 27, na escola Paulo Fonteles. A feira que acontece desde 2006 reúne jovens, adultos e idosos em um momento de desconcentração e interação.
“Esse encontro é um momento de alegria onde os alunos colocam em prática um pouco do que eles aprendem durante as aulas”, disse Auriceia Amario, coordenadora do Projeto.
As receitas dos alimentos consumidos na festa foram escritas e produzidas pelos alunos, que antes não conseguiam ler, interpretar ou produzir qualquer texto.

Alfabetizar Letrando

O Alfabetizar Letrando é um projeto do Governo Federal em parceria com o município, que atende a jovens e adultos a partir de 15 anos, sem domínio da leitura e escrita convencional. Implantado em 2005 tem como objetivo principal erradicar o analfabetismo, melhorando a qualidade de vida de milhares de pessoas.
Como a dona-de-casa Antônia Oliveira, 57, que acredita que aprender a ler e escrever foi uma das melhores coisas que aconteceu em sua vida. “Eu não lia nada agora quando vejo um nome e o leio me sinto o máximo, saio dando pulos de alegria”. A dona-de-casa ressalta ainda, que é muito prazeroso aprender a ler.
No processo de alfabetização são utilizados recursos linguísticos e a função social da leitura e escrita, voltadas para a formação do sujeito como cidadão participativo do contexto social.
O programa é uma porta de acesso à cidadania e o despertar do interesse pela elevação da escolaridade. As aulas que tem duração de oito meses acontecem dois dias na semana, aos sábados e domingos.
Texto: Rosiere Morais

Arraiá da 3ª idade do Cimi foi sucesso



Junho é o mês de festa junina que todos ficam esperando para comer muita pamonha, canjica, mingau de milho e outras delícias derivadas do milho. E para proporcionar uma festa para as pessoas da terceira idade e convidados, o Centro Integrado da Melhor Idade (Cimi) não deixou a data passar em branco e organizou um arraiá especialmente para os idosos do nosso município que frequentam o espaço.
Manoel da Vera Cruz, mais conhecido por “Pimenta”, coordenador do Centro Integrado da Melhor Idade, e sua equipe prepararam uma festa junina com apresentação de dança, banda ao vivo com alguns integrantes do próprio Centro Integrado e muita folia para todos, tudo no estilo bem caipira, com música, animação e comida para todos.
A festa aconteceu quinta-feira (25), na rua 10 de Maio nº 120, bairro Rio Verde. Na ocasião, estiveram presente vários funcionários da Semas, idosos, convidados e o secretário de Assistência Social, Altamiro Borba, que entrou na dança e se divertiu de montão com as pessoas que estavam presente.O arraiá alegrou os idosos presentes, que dançaram, comeram e se divertiram na festa feita para eles. O Cimi vem sendo uma segunda casa para as pessoas da 3ª idade de Parauapebas, e mais festas de descontração serão realizadas pela repartição. (Deicharles Damascena)

Premiação da I etapa dos Jogos Interescolares de Parauapebas reúne centenas de pessoas





Centenas de pessoas lotaram o auditório do Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), na última quinta-feira, 25, para prestigiar a premiação da I Etapa dos Jogos Interescolares de Parauapebas (JIPs). Os jogos que já se tornaram tradição em nosso município são mais que uma prática esportiva, são uma forma de interação e inclusão entre os alunos competidores.
Para Tereza Cristina, diretora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação (Semed), a competição premia mais que atletas, premia cidadãos conscientes de seu papel, preocupados com o bom desenvolvimento tanto da educação como do desporto. “Não medimos esforços para fazer dessa competição um momento onde a comunidade escolar é sujeito ativo de sua própria história”.
De acordo com Afonso Andrade, vice-prefeito, quem ganha com os jogos não são as escolas ou os alunos. “O grande campeão dessa competição é o município, pois a interação e os ensinamentos que o esporte proporciona tornam nossos jovens mais conscientes socialmente”.
No geral, campeão e vice da competição foram, respectivamente, Colégio Fênix e Pitágoras. As equipes todas receberam medalhas e troféus.
No resultado geral, o Colégio Fênix conquistou quatro primeiros lugares, no xadrez (juvenil masculino/feminino e infantil feminino) e handebol (juvenil feminino); o Colégio Pitágoras conseguiu três podiuns; a escola Cecília Meireles abocanhou três primeiro lugares; as escolas Eunice Moreira, Marluce Massariol e Eduardo Angelim obtiveram dois troféus cada, as escolas Olga da Silva, Euclydes Figueiredo e Chico Mendes ficaram com um podium cada.

Comdcap realiza Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente



Com o objetivo de discutir propostas e diretrizes da política de promoção, proteção e defesa dos direitos, foi realizada nos dias 26 e 27 de junho, no Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), a VII Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Parauapebas, com o tema “Construindo diretrizes da política e do plano decenal”.
Seguindo com aprovação do regimento da conferência com a exposição dos eixos orientadores, que são “Promoção e universalização de direitos em um contexto de desigualdades”, “Proteção e defesa no enfrentamento da violação de direitos humanos de crianças e adolescentes”, “Fortalecimento do sistema de garantia de direitos”, “Participação de crianças e adolescentes em espaços de construção da cidadania” e “Gestão da política”.
A conferência foi organizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Parauapebas (Comdcap), juntamente com a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), e o evento contou com a presença de diversas autoridades do município.
A mesa de autoridades foi composta por Edson Barbosa (conselheiro tutelar), Milton Schneider, representando o prefeito Darci Lermen; Luiz Veloso (Vale), Altamiro Borba (Semas), Lucineide Santana (Comdcap) e os vereadores Raimundo Vasconcelos, José Alves e Wolner Wagner.
O conselheiro tutelar Edson Barbosa relatou que quem salva uma criança pode salvar o mundo. Porque temos que olhar melhor para nossas crianças e adolescentes.
Luiz Veloso parabenizou toda equipe da Semas e do Comdcap pelo desempenho que vem sendo feito, principalmente o secretário de Assistência Social, e congratulou pela conferência que é de grande importância para o município.
Ainda na conferência, foram eleitos oito delegados, sendo eles Luciana Alves, Josefa Alverene, Juliana Sousa, Aldezilma Rodrigues, Maria da Conceição e os adolescentes Edson, Giovane e Janaas. Todos eleitos participarão da conferência que acontecerá em Belém, levando ideias e propostas em busca de melhorias para as crianças e adolescentes do município. (Deicharles Damascena)

Prefeitura de Parauapebas oferece estágio curricular para ambientalistas


A exigência de estágio curricular de escolas técnicas, para muitos estudantes, é uma tarefa nada fácil. Por isso, com o objetivo de dar oportunidade aos alunos da área ambiental, a Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), com base no Convênio 04/09, firmado com a Soter, está oferecendo estágio para preenchimento de 10 vagas.
De acordo com secretário de Meio Ambiente, Domires Reis, as vagas estão sendo oferecidas somente para os estudantes do curso técnico em Meio Ambiente, uma vez que a oferta é resultado de um convênio firmado com a escola. “Com o estágio, a prefeitura espera não só estar contribuindo com a formação dos alunos, como também deseja aproveitar o conhecimento dos estudantes em ações práticas, como, por exemplo, na campanha de prevenção e combate a queimadas urbanas, que a Semma iniciará em agosto”, disse o secretário.
A coordenadora de Educação Ambiental da Semma, Hadla Silva, explica que os alunos interessados devem procurar a Coordenadoria de Treinamento e Recursos Humanos (CTRH), localizada na Av. Tocantins nº 36, bairro Rio Verde, para providenciar inscrição ao estágio, até 10 de julho.
O preenchimento das vagas se dará por ordem de chegada dos candidatos, que ficam sujeitos aos critérios de seleção da Secretaria de Meio Ambiente. “Se o estagiário não se adequar aos requisitos da Semma, ele será substituído por outro escrito à vaga”, destacou Hadla Silva.O estágio será realizado no período de 13 de julho a 18 de setembro de 2009, com expectativas para a realização de novas ofertas de vagas aos demais alunos inscritos. O referido convênio entre a prefeitura e a Soter foi firmado na ocasião da realização da 14ª. Semana do Meio Ambiente. (Beatriz Sales)

segunda-feira, junho 29, 2009

Produtora divulga imagens inéditas dos últimos dias de Michael Jackson

Imagens foram feitas na terça-feira (23), dois dias antes da morte do astro.

As fotos foram tiradas durante um ensaio do cantor no último dia 23, no Staples Center, em Los Angeles

Fotos mostram cantor ensaiando para shows que faria em Londres.
A produtora AEG, responsável pela série de shows que Michael Jackson faria em Londres, divulgou nesta segunda-feira (29), fotos inéditas dos últimos ensaios do cantor para a turnê. As 50 apresentações aconteceriam a partir do dia 13 de julho.

SBT quer tirar Tom Cavalcante da Record


Record que tirar Xuxa da Globo
Engana-se quem pensa que Silvio Santos se deu por satisfeito ao tirar Roberto Justus e Eliana da Record. O dono do SBT ainda está magoado com a saída de Gugu Liberato. Agora ele quer compensar a perda contratando Tom Cavalcante.
Segundo a coluna "Zapping", Silvio Santos quer o comediante no seu elenco de apresentadores. Além dele, o autor de novelas Lauro César Muniz também estaria na mira do empresário.
Enquanto isso, a Record continua fazendo suas ofertas. Segundo o jornal "Extra", a emissora do bispo está de olho em Xuxa Meneghel, da Rede Globo.

Projeto Comunidade de Leitores é desenvolvido com alunos na escola Novo Horizonte







Assessoria de Comunicação da Semed da Prefeitura Muncipal de Parauapebas.
A leitura é algo crucial para a aprendizagem do ser humano, pois é através dela que podemos enriquecer nosso vocabulário, obter conhecimento, dinamizar o raciocínio e a interpretação. Pensando nisso, a coordenação da escola Novo Horizonte implantou há dois anos um projeto chamado “Comunidade de Leitores”. A ação que é desenvolvida todas as quinta-feira, na sede da escola, une professores, alunos, pais e demais funcionários em uma parceria que só vem a engrandecer o conhecimento de toda a sociedade.
Roda de leitura, alunos que leem uns para os outros, país que participam lendo e ouvindo história, apresentação teatral de poesias, entre outras atividades são desenvolvidas na “Quinta Literária”. De acordo com Cléa Bezerra, diretora da escola, o projeto tem como objetivo desenvolver uma comunidade de leitores, principalmente entre os alunos. “Muitas pessoas dizem não ter paciência para ler um livro, no entanto, isso acontece por falta de hábito, pois se a leitura fosse um hábito rotineiro as pessoas saberiam apreciar uma boa obra literária”.
“Durante a leitura descobrimos um mundo novo, cheio de coisas desconhecidas”, disse Maria Loide, professora da sala de leitura da escola Novo Horizonte. De acordo com a professora, o hábito de ler deve ser estimulado na infância, para que o indivíduo aprenda desde pequeno que ler é algo importante e prazeroso. “Assim com certeza ele será um adulto culto, dinâmico e perspicaz”, ressaltou.
Para o secretário de Educação, Raimundo Neto, a execução desse projeto é uma atitude louvável que merece ser seguida por outras escolas. “Toda escola, particular ou pública, deve fornecer uma educação de qualidade incentivando a leitura, pois dessa forma a população se torna mais crítica e informada”.Incentivar o hábito de ler na escola; Garantir uma rotina organizada (sistemática e freqüente) de trabalho com a leitura na escola; Oportunizar o acesso da comunidade escolar (interna e externa) a materiais escritos de qualidade e uso real, entre outros são, os objetos do projeto.
Michael Jackson

O estado horripilante que o corpo de Michael Jackson se encontrava foi desvendado nesta segunda-feira (29) pelo tablóide britânico "The Sun". As informações que vazaram da autópsia revelaram que Jackson estava praticamente pele e osso, com apenas 51 quilos, e tinha ingerido apenas pílulas antes de morrer.
Os quadris, as coxas e os ombros tinham muitas marcas de agulha, o que parece ser o resultado de anos de injeções de analgésicos constantes. Além de inúmeras cicatrizes causadas pelas 13 operações plásticas, como informa o tablóide.
Pelo baixo peso, os peritos acreditam que o cantor se alimentava apenas uma vez por dia e sofria de anorexia.
Careca
Outro fato horripilante é que Jackson quase não tinha mais nenhum fio de cabelo e usava uma peruca para disfarçar o problema.
O corpo do "Rei do Pop" também estava com várias costelas quebradas em decorrência das tentativas frustradas de reanimação e quatro marcas de injeções em torno do coração - destinadas a injetar adrenalina no órgão.
Os médicos encontraram também marcas nos joelhos, nas pernas e nas costas do astro, o que indica uma possível queda recente. "A família e os fãs de Michael ficarão horrorizados quando se derem conta do péssimo estado no qual se encontrava", declarou uma fonte próxima ao ídolo.

Sarney é alvo de protesto virtual no Twitter

"Tenho as mãos limpas"! Sarney

Depois de um perfil falso, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), ganhou outra página no Twitter (rede social de microblogging na internet que permite aos usuários enviar textos de até 140 caracteres). Desta vez, a página traz o nome do movimento "Fora Sarney", que já conta com mais de 1 mil seguidores. A assessoria de Sarney disse que não vai tomar nenhuma medida contra a página e que o presidente da Casa "lamenta, mas respeita" a manifestação. "Não tem crime nenhum nisso", disse a assessoria
Além da página, há também um site na internet "Fora Sarney" que recolhe assinaturas pelo movimento desde o dia 21, e já soma quase quatro mil nomes. Na quinta-feira, cresceram os apelos de senadores para que Sarney deixasse o cargo, diante das denúncias de atos secretos no Senado e favorecimento de parentes, revelados pelo Estado. Denúncia publicada em reportagem na quinta revelou que um neto de Sarney - José Adriano Cordeiro Sarney - é um dos operadores do esquema de crédito consignado para funcionários da Casa.
No Senado, os parlamentares negam haver um movimento articulado pela saída de Sarney, mas avaliam a situação de escândalos como "grave". "O que está claro é que a situação do presidente está cada vez mais frágil", disse o senador Renato Casagrande (PSB-ES), na quinta-feira. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Vale incentiva educação


No Pará, há programas que ajudam estudantes desde a pré-escola ao Ensino Médio e auxiliam na formação de professores da rede pública O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) divulgou, no início do mês, o relatório "Situação da Infância e da Adolescência Brasileira 2009". O estudo concluiu que a educação no Brasil melhorou nos últimos anos. Hoje, 97,6% das crianças e adolescentes entre 7 e 14 anos estão matriculados na escola, o que representa cerca de 27 milhões de estudantes. Mas os avanços ainda deixaram de fora os grupos sociais mais vulneráveis, especialmente os que vivem em regiões como a Amazônia. Para se ter uma ideia, nesta região ainda há mais de 90 mil adolescentes analfabetos e cerca de 160 mil meninos e meninas entre 7 e 14 anos fora da escola. Diante deste cenário é necessária uma reflexão sobre a participação de todos: governo, cidadão e sociedade em geral para derrubar as barreiras e tornar possível a universalização do ensino às crianças e adolescentes do Brasil. Empresas como a Vale, comprometida com o desenvolvimento das áreas onde atua, desenvolve e incentiva programas e ações sociais que contribuem para mudanças reais na vida de crianças e adolescentes do País. Essas ações começam desde a pré-escola até a conclusão do Ensino Médio.

O Projeto Creches, desenvolvido pela empresa no município de Parauapebas há dez anos, já beneficiou 2 mil crianças carentes, com idades entre 2 a 5 anos. Elas são atendidas em tempo integral, das 7h30 às 17 horas, nas creches Amor e Carinho e Balão Mágico - ambas com capacidade para atender 100 crianças em cada uma, localizadas em bairros periféricos da cidade. Como critério para ingresso no projeto, os pais precisam trabalhar de seis a oito horas por dia e ter renda familiar de, no máximo, até três salários mínimos. Desde 2006, a Vale firmou parceria com o Serviço Social da Indústria - Sesi, responsável pela gestão pedagógica e administrativa das instituições. O projeto surgiu para atender as famílias carentes, que precisavam trabalhar, mas não tinham com quem deixar seus filhos. Segundo o relatório do UNICEF, o Norte é a região que possui a menor taxa de crianças de até 3 anos de idade atendidas em creches: 7,5% em comparação aos 17,1% da média nacional. Entre os entraves que contribuem para este baixo índice está a situação financeira das famílias. Naquelas mais empobrecidas a taxa de frequência escolar, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE-2007), era de 4,9%. Nas mais abastadas, com mais de três salários mínimos de renda mensal familiar, a taxa de frequência era de 21,1%.

Além do Projeto Creches, de incentivo à pré-escola, a Vale mantém ainda programas de estímulo à conclusão do Ensino Médio, como a oferta de bolsas de estudo para estudantes em Parauapebas e Canaã dos Carajás, e de educação rural para jovens de comunidades quilombolas, nas proximidades da capital, Belém. Para se ter noção da importância de projetos que assegurem a conclusão do Ensino Médio, ainda não obrigatório no Brasil, basta analisar as estatísticas do UNICEF relacionadas a esta etapa. Segundo os dados, na região Norte, 36% de adolescentes de 15 a 17 anos cursavam esse nível de ensino em 2007, bem abaixo da média nacional para o período, que era de 48%. E o Pará ficou com a menor taxa entre os estados da Amazônia Legal, com 33,1%.

A Vale desenvolve em Parauapebas, desde 2000, o Projeto 100, que consiste na doação de bolsas de estudo integrais a cem crianças e adolescentes da cidade, que terão garantido o direito à educação até o Ensino Médio. Além da bolsa, eles recebem material didático, transporte, alimentação e contam com o suporte de uma casa de apoio especialmente construída para atender os estudantes nos intervalos dos turnos de aulas, oferecendo alimentação, espaço para higiene pessoal e ajuda nas atividades pedagógicas.

Semelhante ao Projeto 100, a Vale desenvolve em Canaã dos Carajás um projeto que mantém, anualmente, 180 bolsas de estudo. O programa inclui material escolar e lanche a estudantes carentes da comunidade. Os alunos beneficiados no programa podem ingressar na 1ª série do Ensino Fundamental, ou em outra série, desde que tenha vaga disponível e permanecerão até a conclusão dos seus estudos, no 3º ano do Ensino Médio. Entre os critérios para seleção, o candidato precisa ter renda per capita familiar de até meio salário mínimo e ser aprovado em testes nas disciplinas de Português e Matemática, aplicados de acordo com a grade curricular dos Ensinos Fundamental e Médio.

No município de Moju, mais próximo da capital Belém, a Vale apóia um projeto de educação rural, destinado a habitantes de comunidades quilombolas do território do Jambuaçu. As primeiras três turmas, compostas por 30 alunos cada uma, moram e estudam na Casa Familiar Rural, um sistema educacional baseado na Pedagogia da Alternância, ou seja, o aluno passa um período na escola e outro na comunidade, intercalando educação tradicional e ensinamentos agrícolas. A partir do segundo semestre deste ano, a Casa irá receber mais 30 estudantes, que formarão a primeira turma do Ensino Médio, totalizando 120 estudantes. Além de dar oportunidade para novos moradores da região, o projeto ajudará a reduzir o índice de analfabetismo no campo que, segundo o relatório do UNICEF, é onde reside a maior taxa e o maior grupo de pessoas fora da escola. O estudo afirma que as crianças e adolescentes das zonas rurais do Brasil, incluindo indígenas e quilombolas, são as maiores vítimas das desigualdades verificadas na educação brasileira.

A Vale também trabalha para a redução do analfabetismo e contribui para a melhoria do ensino nos municípios onde atua, por meio da Fundação Vale. O programa Vale Alfabetizar, desenvolvido em parceria com a Alfabetização Solidária (Alfasol), secretarias municipais de Educação e instituições de Ensino Superior, atende a brasileiros com mais de 15 anos que não foram alfabetizados. De 2000 a 2008, 114 mil pessoas concluíram o programa em todo o Brasil. No Pará, foram mais de 52 mil pessoas, sendo mais de 6mil alunos em 2008. Em 2009 estão sendo ofertadas mais de 4.500 mil vagas em 10 municípios paraenses: Acará, Abaetetuba, Barcarena, Moju, Paragominas, Parauapebas, Marabá, Canaã dos Carajás, Curionópolis e Eldorado do Carajás. O Programa também acontece em municípios dos estados do Maranhão, Espírito Santo e Minas Gerais. Já o programa Escola que Vale atua na formação continuada de professores com o objetivo de melhorar a qualidade da aprendizagem dos alunos da Rede Pública de Ensino. O programa oferece oficinas de arte, leitura e escrita e acesso à Internet como instrumentos de formação, sistema de acompanhamento e avaliação e metodologia de planejamento pedagógico participativo. De 1999 até o ano passado, o trabalho já envolveu cerca de 108 mil pessoas entre professores, supervisores, diretores, alunos e equipes técnicas das Secretarias Municipais de Educação de 25 localidades dos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Maranhão e Pará, onde beneficia moradores dos municípios de Barcarena, Canaã dos Carajás, Curionópolis, Eldorado do Carajás, Ipixuna do Pará, Marabá, Ourilândia do Norte, Paragominas e Parauapebas.

Belém, 26 de junho de 2009.

domingo, junho 28, 2009

Justus quer ser o "pai dos pobres" no SBT

Roberto Justos

Roberto Justus fecha com SBT por quatro anos

Roberto Justus, definitivamente, está agora na emissora certa. Assim como o novo patrão Sílvio Santos, o empresário e apresentador tem como objetivo ser uma espécie de "pai dos pobres". Ao falar do programa que irá apresentar no SBT, ele mostra essa pretensão.
"Não precisa ser um quiz show, mas um game, uma coisa que tenha dinâmica, que dê prêmios grandes, que as pessoas falem: 'Nossa, o Justus tornou a pessoa milionária!'. Isso combina comigo", disse, em entrevista à "Folha de S.Paulo".
Segundo a emissora, a partir do final de agosto ou início de setembro, Justus ocupará a faixa das 23h à 0h30 das quartas. O contrato estipula que o horário não poderá mudar sem seu consentimento.
Justus quer fazer dois programas por ano, um em cada semestre. Diz que os formatos ainda não estão definidos.
A preferência na concepção de "O Aprendiz" pertence a Record. Aliás, sobre a antiga emissora, o apresentador não esconde um certo desapontamento.
"A Record cometeu um erro, na minha opinião. Como é que você tem um apresentador que está com você há seis anos, produzindo o programa de maior rentabilidade da emissora, com as audiências de dois dígitos, com o público AB que trouxe para a emissora, e você não amarra esse cara a longo prazo, não faz um contrato com ele?", declarou.
"A Globo amarra atores e atrizes sem colocar no ar para não dar chance de perdê-los. É natural isso, construir relações de longo prazo com pessoas que te dão retorno. Não é possível! Eles não amarraram!", disse, referindo-se a si mesmo.
A negociação com Sílvio Santos foi rápida. O dono do SBT tocou em um ponto fraco de Justus: o ego.
"Quando o Silvio me chamou na casa dele, ele falou: 'Você é uma das poucas pessoas que conheci que tem um perfil parecido com o meu. Você tem talento de apresentador e é um grande empresário'", afirmou.
Especula-se que Justus ganhará cerca de R$ 1 milhão por mês. "Estão chutando. A única coisa que revelo é que fiz com o Silvio Santos uma sociedade nos resultados do meu programa", disse.

sábado, junho 27, 2009

Médico de Jackson é, enfim, localizado pela polícia

Conrad Robert Murray

Autópsia revela que não há lesões no corpo de Jackson
Alta dose de morfina pode ser causa da morte de MJ
Abuso de remédios pode ter levado Michael à morte

O Dr. Conrad Robert Murray foi, enfim, localizado. De acordo com a polícia de Los Angeles informou neste sábado (27), o médico particular de Michael Jackson foi contactado por telefone. Ele se prontificou a ajudar na investigação.
Murray sumiu desde a morte do cantor. Ele estaria com Jackson no momento da parada respiratória de Jackson, na última quinta-feira (25). Suspeita-se que ele tenha aplicado uma injeção que pode ter levado o astro ao infarto.
O carro do médico foi apreendido pela polícia de Los Angeles, pois segundo os investigadores, o veículo pode ter pistas importantes para desvendar as circunstâncias da morte de Jackson.
Segundo o site "TMZ", 11 dias antes do falecimento do cantor, Murray enviou uma carta a seus pacientes de Las Vegas. Nela dizia que iria deixar consultório por tempo indeterminado, pois teria recebido a "oportunidade de sua vida".
A pedido de Michael, o médico foi contratado para ajudá-lo na turnê que aconteceria a partir de julho, em Londres. Murray estava na folha de pagamento da AEG, empresa responsável pelos espetáculos. Segundo o presidente da corporação, Randy Jackson Phillips, a presença do médico foi exigência do cantor.
"Michael apenas disse: 'Olha, todo esse negócio gira em torno de mim. Eu sou uma máquina, e temos de manter a máquina bem oleada. E você não vai discutir com o 'Rei do Pop'", contou ao jornal "The Sun".
Segundo pessoas próximas a Jackson, o cantor estava obsessivo para ficar em forma para os shows. Tanto que estaria tomando uma espécie de coquetel de remédios muito potentes, que tinham como objetivo aliviá-lo de dores.

TSE cassou mandato de Marcelo Miranda por abuso de poder político

Marcelo Miranda

Governador do Tocantins diz que recorrerá de cassação do mandato

'Vamos recorrer até se esgotarem todos os trâmites legais', diz nota.
O governador de Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB).
O governador do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), que teve o mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na madrugada desta sexta-feira (26) disse que recorrerá da decisão "até que se esgotem todos os trâmites legais".

“Vamos recorrer da decisão até se esgotarem todos os trâmites legais. Não me considero um derrotado, nem condenado. Continuo tranquilo, sei da honestidade dos meus atos. Não fiz nada de errado", diz o governador em nota divulgada pela assessoria de comunicação do governo nesta sexta.
"Estou triste, mas ao mesmo tempo feliz, por saber que mesmo com essa decisão, conto com a aprovação do povo, porque não foi o povo que me julgou.
Gostaria de dizer ao povo do Tocantins que se tivesse a oportunidade faria tudo de novo, porque sei que não fiz nada de errado. Tudo o que fiz foi para beneficiar o povo, estou de consciência tranqüila”, afirma o texto.
Por unanimidade, o TSE cassou os mandatos de Miranda e de seu vice, Paulo Sidnei Antunes (PPS), por abuso de poder político. Eles, porém, poderão ficar no cargo até que se esgotem as possibilidades de recurso na Justiça Eleitoral contra a cassação.

As acusações contra Miranda e Antunes foram feitas pelo segundo colocado nas eleições do estado em 2006, o ex-governador José Wilson Siqueira Campos (PSDB), que pretendia herdar o cargo.

O TSE, no entanto, determinou que, caso confirmada a cassação após a análise final de eventuais recursos, seja convocada eleição indireta, a ser realizada pela Assembleia Legislativa do Tocantins. No novo pleito, qualquer cidadão poderá se candidatar, mas o governador e vice cassados não poderão concorrer.

Acusações
Entre as acusações contra Miranda estão a de promessa de vantagens a eleitores, preenchimento de cargos públicos de forma irregular, distribuição de bens custeados pelo serviço público, uso indevido de meios de comunicação e doações de 14 mil cheques-moradia. Em plenário, o ministro relator do processo, Felix Fischer, seguiu a recomendação da Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE), que, em março, sugeriu a cassação do mandato de Miranda, que venceu o pleito de 2006 com 30.756 votos a mais que Siqueira Campos.

Felix Fischer destacou que as denúncias de criação de cargos comissionados e distribuição de lotes em período eleitoral “caracterizam abuso de poder político”, embora ele não tenha considerado que todas as acusações apontadas tenham alterado o resultado das eleições de 2006. Todos os demais ministros presentes à sessão acompanharam o voto do relator, após mais de cinco horas de julgamento.
Já o advogado do governador, Fernando Neves, disse que nenhuma das supostas irregularidades citadas seria capaz de interferir na disputa eleitoral. “O que se vê aqui é uma desesperada tentativa de se reverter o resultado das urnas”, alfinetou. “Por que há uma eleição se interrompe os programas de saúde? Será que tudo isso tinha que parar?”, questionou.
Outros processos
Além de Marcelo Miranda, dois governadores eleitos em 2006 já tiveram os mandatos cassados pelo TSE: o da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), e do Maranhão, Jackson Lago (PDT). Outros dois acabaram absolvidos nos processos de cassação - Luiz Henrique da Silveira (PMDB), de Santa Catarina, e Waldez Góes (PDT), do Amapá.

Com o fim da exigência do diploma, cursos de jornalismo pouco devem mudar


Opinião é de professores de algumas das principais faculdades do país.

Modificações nos currículos, se ocorrerem, serão mais no longo prazo.

Professores avaliam que mercado continuará buscando profissionais nas faculdades de jornalismo
O fim da exigência do diploma de jornalismo, determinado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), não deve afastar os alunos do curso nem provocar tão cedo mudanças nos currículos e no mercado de trabalho.

A avaliação é de professores e coordenadores de alguns dos principais cursos de jornalismo do país. Por outro lado, eles apostam na oferta de mais pós-graduações na área justamente para atender às pessoas com outras formações. “É possível que caia [a procura], algumas pessoas são atraídas para uma carreira porque a profissão é regulamentada, mas não parece que será assim tão drástico”, avalia José Coelho Sobrinho, presidente da comissão de graduação da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Coelho cita a procura pelo curso de publicidade e propaganda no vestibular da Fuvest no ano passado. Segundo ele, mesmo sem as empresas exigirem o diploma para o exercício dessa profissão, a relação candidato/vaga ficou em 40 _maior, por exemplo, que medicina, com 34 candidatos/vaga.

Angela Schaun, coordenadora do Centro de Pesquisa de Comunicação e Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie, faz coro a ele. “Acho que quem quer ser jornalista, vai procurar fazer o curso, porque é a área com a qual se identifica.”

Tampouco a decisão do STF deve afetar o dia-a-dia nas redações do país, avaliam os especialistas: já é comum haver profissionais com formações distintas atuando no mercado.
Mercado de trabalho
Porém, para o professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) Fábio Iório, o jornalista continuará sendo valorizado. “A atividade de jornalismo não é tão simplória e a qualificação superior deve ser preservada. Acredito que o mercado vai continuar reconhecendo o trabalho do profissional graduado em jornalismo”, diz.

“Qual empresa jornalística vai querer arriscar pegar uma pessoa que não entenda nada de jornalismo sendo que há uma reserva de mão-de-obra nas universidades?”, questiona Ricardo Alexino Ferreira, professor da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em Bauru (SP). David Renault, da Universidade de Brasília (UnB), é da mesma opinião. “Não acho que as grandes empresas começarão a recrutar profissionais para todos os lados, de todas as áreas. Qualquer recém-formado precisa de treinamento, e uma empresa gastará menos tempo e dinheiro se pegar um profissional que se formou em comunicação”.

Decisão judicial determinou o fim da obrigatoriedade do diploma de jornalismo para exercer a profissão
Currículo
A longo prazo, no entanto, professores avaliam que podem ocorrer mudanças na grade curricular, mas que isso dependerá de uma resposta do mercado. Segundo Coelho, da USP, não há previsão de alterações no currículo da ECA. “Além de ser preciso um ano de antecedência para qualquer mudança na grade, existem várias tendências sobre o assunto, por isso a necessidade de discussão.” Ferreira, da Unesp, pondera que a não obrigatoriedade fará com que os cursos se repensem. "Eles se tornaram muito tecnicistas. No curso de jornalismo, o que menos importa são os laboratórios.”
Pós-graduação
Com essa abertura para profissionais de outras áreas trabalharem como jornalistas, as faculdades apostam em mais cursos de pós-graduação.

A Universidade Metodista, na região metropolitana de São Paulo, por exemplo, estuda a oferta de uma especialização para um público sem formação em jornalismo. “Estamos avaliando abrir em 2010 um curso lato sensu. A ideia é preparar o profissional em temas que são vistos na faculdade”, afirma Rodolfo Martino, coordenador do curso de jornalismo da Metodista.

Na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), já existem cursos de especialização em oito áreas do jornalismo. "Atualmente, as turmas de pós-graduação ainda são formadas, em sua maioria, por jornalistas. Talvez isso mude, mas só o tempo para dizer", afirma Amilton Octavio de Souza, chefe do departamento.
“O surgimento de novos cursos de pós-graduação e mestrado é de suma importância para o jornalista não morrer engessado”, ressalta a diretora e coordenadora da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO), Ivana Bentes.

"O fim da obrigatoriedade do diploma de jornalismo abre a possibilidade de juntar diversos profissionais, como historiadores, antropólogos, artistas e jornalistas. Para mim, o fim do diploma chegou tarde. O jornalismo clássico mudou e hoje o que é valorizado é a diversidade.

sexta-feira, junho 26, 2009

PF busca indício de crime no caso do neto de Sarney

Família Sarney unida em tudo

A Polícia Federal (PF) vai buscar indícios de tráfico de influência e corrupção nas operações feitas no Senado pela empresa do neto do presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP). A Sarcris Consultoria, Serviços e Participações Ltda, registrada em nome de José Adriano Cordeiro Sarney faz intermediação de empréstimo consignado a servidores do Senado desde 2007, conforme revelou a edição de ontem do jornal O Estado de S. Paulo. Um dos objetivos dos agentes é averiguar se José Adriano se aproveitou do poder político do avô para ser contratado pelos bancos para intermediar empréstimos com o Senado.
O surgimento da Sarcris despertou atenção dos investigadores. O negócio dos créditos consignados no Senado estava na mira da PF desde a revelação de que grandes bancos pagaram cifras milionárias a empresas ligadas a familiares do ex-diretor de Recursos Humanos da Casa, João Carlos Zoghbi.
A polícia suspeita que empresas de intermediação de crédito, como as de José Adriano e dos parentes de Zoghbi, dividiam o ramo no Senado em uma espécie de loteamento. De acordo com uma autoridade da corporação ligada às investigações do tema, há possibilidade de abertura de um inquérito exclusivo para o caso do neto de Sarney. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

quinta-feira, junho 25, 2009

Michael Jackson morre aos 50 anos





Michael Jackson, 50 anos, faleceu nesta quinta-feira (25), segundo informa o site "TMZ" e o jornal " Los Angeles Times". A família do cantor teria declarado a Rede ABC que Michael morreu. Na foto ao lado, a irmã, La Toya Jackson, chega ao Hospital da Universidade da California, em Los Angeles, chorando.
A instituição não confirmou ainda a morte. As vésperas de uma turnê de shows em Londres, o cantor sofreu uma parada cardíaca e foi levado, de ambulância, para o hospital.
Segundo o jornal "Los Angeles Times", fontes policiais afirmaram que Michael Jackson foi declarado morto pelos médicos após chegar ao hospital em coma profundo.
Neste momento familiares de Jackson estão chegando ao hospital. Muitos curiosos e jornalistas já estão no local para acompanhar os acontecimentos.
O socorro foi chamado às pressas à casa de Michael pouco depois do meio-dia desta quinta-feira. O capitão Steve Ruda, responsável pela equipe de resgate, afirmou que os paramédicos da ambulância verificaram que o cantor não estava respirando, e foi realizada uma massagem cardíaca em Michael dentro do veículo de socorro.
Joe Jackson, pai do cantor, deu uma entrevista ao site "TMZ" declarando que o estado de saúde do filho não era nada bom.
A turnê de shows do astro do pop em Londres foi adiada. Muito se especulou a respeito da saúde do cantor, principalmente quando o jornal "The Sun" publicou em nota que Michael sofreria de um câncer de pele.
Carreira
Nascido em 29 de agosto de 1958, Jackson começou a cantar e a dançar aos cinco anos de idade. Tornou-se um fenômeno aos 11, à frente do Jackson 5, onde cantava com seus irmãos.
Mas a consagração veio com a carreira solo. Cinco de seus álbuns de estúdio se tornaram os mais vendidos mundialmente de todos os tempos: Off the Wall (1979), Thriller (1982), Bad (1987), Dangerous (1991) e HIStory: Past, Present and Future – Book I(1995). Thriller, inclusive, é até hoje o álbim mais vendido da história.
Michael foi o criador de um estilo totalmente novo de dança, utilizando especialmente os pés. Com suas performances no palco e clipes, Jackson popularizou uma série de complexas técnicas de dança, como o robot e o moonwalk.
No entanto, outros aspectos da sua vida pessoal, como a mudança de sua aparência, principalmente a da cor de pele devido ao vitiligo, geraram controvérsia significante a ponto de prejudicar sua imagem pública.
Em 1993 foi acusado de abuso de crianças, mas a investigação foi arquivada devido a falta de provas e Jackson não foi a tribunal. Depois, casou-se e foi pai de três filhos, todos os quais geraram controvérsia do público. O cantor teve experiências com crises de saúde desde o início dos anos 90 e sofreu também comentários sobre sua situação financeira. Em 2005, Jackson foi julgado e absolvido das alegações de abuso infantil.

Egito confirma pena de morte a bilionário acusado de matar pop star libanesa

Suzanne Tamim

Suzanne Tamim foi degolada em Dubai, em julho de 2008.Ex-policial foi condenado pela execução do crime.
Um tribunal egípcio confirmou nesta quinta-feira (25) a pena de morte para o bilionário egípcio Hisham Talaat Moustafa, acusado do assassinato da pop star libanesa Suzanne Tamim. O político e empresário é acusado de ter pagado US$ 2 milhões ao ex-policial egípcio Mohsen el-Sukkary para matar Suzanne, de 30 anos, que seria sua amante. O policial também pegou pena de morte, e o juiz ordenou o confisco do dinheiro pago pelo crime. Os dois condenados não reagiram ao veredicto. Seus advogados informaram que eles devem apelar em um prazo de 60 dias. O assassinato foi cometido em julho de 2008 em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Aparentemente, Sukari viajou a Dubai com a ajuda do empresário egípcio e na manhã do crime foi à casa de Tamim fingindo ser um entregador que lhe levava um presente. Quando a artista abriu a porta, o antigo membro das forças de segurança egípcias, que foi gravado pelas câmaras de segurança do prédio onde a vítima residia, apunhalou-a várias vezes e a degolou. A principal prova contra Talaat são as conversas telefônicas que teve com Sukari, gravadas pelo ex-militar para garantir sua segurança.
Ele havia sido sentenciado à morte em 21 de maio, mas o juiz Muhammadi Qunsuwa teve de consultar o grande mufti do Egito para confirmar a pena, como é costume no país. Nos países islâmicos, o mufti interpreta o Alcorão eresolve os pontos controvertidos da lei. No Egito, a opinião do mufti é considerada, mas não tem valor legal. O julgamento, que começou no dia 18 de outubro, despertou grande expectativa de todo o mundo árabe, e poucas semanas após seu início vários livros já tinham sido escritos sobre o assunto.

Rio atinge nível de maior enchente em 50 anos no AM

Imagens da cheia no Amazonas





O rio Negro alcançou hoje 29,69 metros de profundidade, alcançando a marca da maior enchente em mais de 50 anos. O nível deve superar o registrado em 1953 ainda esta semana, já que a previsão do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) é que o rio continue subindo em média dois centímetros por dia. "Enquanto o rio Solimões estiver represando o rio Negro, a tendência é de subida até o fim deste mês", disse o superintendente do CPRM no Amazonas, Marco Oliveira.
O funcionário do Porto de Manaus que mede há 30 anos o nível do rio Negro, Valderino Pereira, passou o dia de hoje providenciando uma nova régua para a medição. "Certamente amanhã o rio vai estar mais profundo e preciso urgente de nova régua", disse. A medição é cunhada em uma parede de ferro, como uma balsa no porto principal da capital.
Um dos cartões postais da cidade, o calçadão da Ponta Negra, já virou piscina natural, com o rio invadindo a calçada. "Estamos adorando tomar banho de rio pisando no chão de piso, melhor que na areia", disse o estudante Ivo da Silva Olgário, de 12 anos, que tomava banho na "piscina" do calçadão com os dois irmãos na tarde de hoje).
O cenário no centro e nos bairros que beiram o rio Negro é de casas e ruas alagadas. Em bairros como a Glória e São Raimundo, as palafitas já estão todas com novos assoalhos, as marombas, obrigando os moradores a entrarem em suas casas e andar de cócoras. Um shopping da cidade teve um de seus dois acessos completamente alagado por um igarapé que passa ao lado. "Eu me lembro que ia ao trabalho com água pelo joelho em 1953, mas acho o cenário de hoje mais desolador", disse o economista Gladstone Saraiva, de 75 anos.
Ontem, o governo estadual e a prefeitura começaram um plano emergencial para as áreas de alagamento. A preocupação da Secretaria Municipal de Saúde é com as doenças que devem chegar com a vazante, como leptospirose. Dos 62 municípios do Amazonas, a enchente atinge hoje 55, todos há dois meses com estado de emergência decretado.

As cheias dos rios na Região Norte do país continuam preocupando moradores e autoridades. Amazonas e Pará são os estados mais castigados, segundo informação da Secretaria Nacional de Defesa Civil.

Dos dois estados, o Amazonas é o que tem maior número de municípios diretamente atingidos pelas enchentes. São 44 cidades abaladas pelas inundações, 41.970 pessoas desalojadas e 8.649 desabrigadas. A estimativa é que quase 304 mil pessoas tenham sido afetadas.

O nível das águas no Amazonas está apenas 72 centímetros abaixo do verificado na maior cheia já ocorrida, que foi a de 1953. Hoje (12) o nível do Rio Negro em Manaus chegou a 28,97 metros.

O Amazonas já atingiu a cota de emergência, ou seja, a média de todas as máximas cheias já registradas no estado desde 1902. A verificação do nível do Rio Negro na capital amazonense é a referência para a medição anual das cheias dos rios no estado.

No Pará, 34 municípios foram atingidos. A Defesa Civil informou que mais de 179 mil pessoas foram afetadas e há pelo menos 23 mil desalojados e mil desabrigados.

Segundo a Agência Nacional de Águas, Santarém, no oste do Pará, vive a maior enchente dos últimos 56 anos. Em Óbidos, que fica a 1,1 milquilômetros de Belém, o Rio Amazonas atingiu no fim de semana a cota de 8,48 metros - o nível mais alto já medido desde 1927. No domingo de Páscoa, cerca de 5 mil pessoas foram prejudicadas pelas inundações ocorridas em Altamira, no sudoeste paraense.

Na semana passada, os problemas gerados pelas enchentes na Região Norte foram novamente lembrados em Brasília e discutidos no Senado. O senador Jéferson Praia (PDT-AM) cobrou do governo federal mais agilidade nas ações de apoio às famílias atingidas.

Ainda não há um balanço preciso sobre os prejuízos causados na região, apesar da necessidade já identificada de reconstrução de escolas, casas e prédios públicos danificados. No caso do Amazonas, o governo estadual está preparando um relatório com informações sobre os municípios mais atingidos, entre eles, Eirunepé, Canutama, Tonantins e Santo Antônio do Içá. As informações devem ser repassadas ao governo federal a qualquer momento.

“Precisamos agir mais rápido para atender quem foi atingido pelas enchentes no Norte do país. Chegou o momento de termos uma medida provisória para tratar dessa causa”, disse o senador Jéferson Praia.

quarta-feira, junho 24, 2009

Vale realiza Dia do Fornecedor em Parauapebas Evento irá mostrar as vantagens do Programa

Inove para desenvolvimento das empresas locais
Ciente de que investir no desenvolvimento dos fornecedores locais gera empregos e melhora a qualidade dos serviços, a Vale realiza, nesta quinta-feira, 25 de junho, o Dia do Fornecedor, um evento com programação totalmente voltada para este público. O encontro, que é uma das ações do Programa Inove para o fortalecimento de pequenos e médios fornecedores da Vale, será de 8h30 às 19h30, no auditório do Hotel Atrium, em Parauapebas. No evento, a Vale vai mostrar novas oportunidades de negócios, bem como novos projetos de desenvolvimento empresarial, tais como a parcerias entre a mineradora e seus fornecedores para o treinamento de mão-de-obra e estímulo à realização de ações socioambientais responsáveis. O evento marcará, também, o lançamento do novo Código de Conduta do Fornecedor. O encontro é também uma boa oportunidade das empresas da região estreitarem os laços com a Vale."Queremos trazer nossos parceiros para mais perto da gente. A Vale acredita no potencial de seus fornecedores e pretende utilizar o conhecimento de uma grande empresa para fortalecer e desenvolver os laços comerciais. É um projeto em que todo mundo ganha. Os fornecedores, por poderem se qualificar ainda mais para o mercado; a Vale, visto que terá parceiros mais bem preparados e prontos para responderem às demandas; e a comunidade, uma vez que o projeto acaba gerando emprego e renda", avalia Ricardo Luiz, líder do Programa Inove.

Durante o encontro também serão apresentados os resultados do Programa Inove no Pará, no período de janeiro a maio deste ano, além da divulgação de informações sobre como as empresas podem participar do programa. O relatório de resultados revela que o Inove já começa a mostrar bons resultados. O volume de compras no Pará entre janeiro e maio de 2009 foi de R$ 870 milhões, um aumento de 45% em relação ao mesmo período do ano passado. Do total demandado pelas unidades do Pará, 40% foi suprido pelo próprio estado. No ano passado, o percentual foi de 31%.

O Dia do Fornecedor servirá também para que as empresas compreendam melhor os critérios de premiação anual dos melhores parceiros, medidos a partir do Índice de Desempenho de Fornecedores (IDF). Dentre os fornecedores que tiveram seu desempenho mensurado pelo IDF de serviços, 87% conseguiram notas A e B, o que demonstra o crescimento da qualidade do serviço prestado.

A programação inclui também várias palestras, abordando temas como: "O respeito à vida e os desafios de nosso negócio", "Responsabilidade compartilhada para operações sustentáveis", "Quadrem, como usar a ferramenta e gerar oportunidades para o seu negócio" e "Relações éticas com fornecedores Vale". Também serão apresentados os critérios, metodologia, importância e benefícios do IDF (índice de Desempenho do Fornecedor). Os temas do encontro foram escolhidos pelos próprios fornecedores.

Inove. O Inove foi lançado em dezembro de 2008 como instrumento de fortalecimento das economias locais nas regiões onde a Vale atua. A idéia é estimular a cadeia de pequenos e médios fornecedores locais. Na base de dados da Vale estão hoje cerca de 10 mil empresas cadastradas. A prioridade do Inove é para fornecedores locais com índices crescentes de aquisições nas próprias regiões de atuação da empresa. Até o momento, já foram ou estão em análise, financiamentos que somam R$ 30 milhões. A meta da Vale é captar R$ 120 milhões com os bancos parceiros em 2009. O programa prevê duas linhas de crédito:

1. Crédito Direto ao Fornecedor (CDF), uma solução de capital de giro de curto prazo que possibilita aos fornecedores anteciparem suas faturas, já liberadas no sistema da Vale, junto aos bancos conveniados. O financiamento poderá ser de até 100% do valor do crédito relativo à parcela das prestações de serviços ou fornecimento de bens à Vale;

2. Fundo de Financiamento a Pequenos e Médios Fornecedores (FFF), uma linha mantida pela Vale com instituições financeiras, destinada aos pequenos e médios fornecedores participantes do PDF. O Fundo é de R$ 50 milhões, renováveis, e o limite de operação por contrato, de R$ 2 milhões.

Já as ações de educação do Inove foram estruturadas com base nas demandas dos projetos e operações da Vale, bem como nos temas estratégicos mapeados junto aos demais parceiros do programa. Para isso, a Vale espera capacitar 1.500 pessoas até dezembro deste ano. O Inove atuará também em parceria com os Programas de Desenvolvimento de Fornecedores (PDF) e entidades de classe, contribuindo com metodologias e tecnologia de educação para capacitação de trabalhadores e empresários. São três eixos de ação:

1. Atualização - aperfeiçoamento contínuo por meio de seminários técnicos, workshops e eventos com temas relacionados à indústria de mineração, logística, energia e siderurgia;

2. Qualificação - soluções educacionais para desenvolver as competências requeridas para a gestão de uma empresa de classe mundial, com a organização de um programa curricular mínimo para formação de trabalhadores da cadeia de suprimentos;

3. Sustentação - formação de instrutores e apoio à identificação de recursos visando à expansão e/ou melhorias na infraestrutura, recursos tecnológicos, acervos bibliográficos etc. das instituições de ensino e centros de formação participantes.

ParceriaAlém das ações de desenvolvimento e capacitação, da oferta de linhas de crédito e da mobilização da cadeia produtiva da Vale, um dos desafios do Inove é estimular a realização de negócios para os fornecedores locais por meio da integração com entidades de classe, órgãos do governo, grandes empresas, instituições financeiras e de ensino. Dessa forma, o Inove vai:Disponibilizar, com antecedência, as informações de Projetos de Investimentos e Operações da Vale nos estados de sua atuação, com o objetivo de identificar as oportunidades de negócio;Estimular a formação de consórcios e alianças entre grandes fornecedores e empresas locais para a participação em processos de contratações;Analisar os incentivos fiscais, tributários e instalações de empresas, junto com fornecedores regionais, entidades de classe e órgãos do governo;Incentivar o processo de internacionalização dos fornecedores locais, para atuarem em novos mercados, junto aos projetos da Vale no exterior.

Serviço Evento: Dia do Fornecedor

Data: 25 de junho (quinta-feira)

Horário: 8h30 às 19h30

Local: auditório do Hotel Atrium - Avenida Liberdade, 192.

Rio Verde, Parauapebas.

Coema concede Licença Prévia ao Projeto Serra Leste


Nesta terça-feira, 23, o Conselho Estadual do Meio Ambiente (COEMA) concedeu Licença Prévia (LP) ao projeto Serra Leste, novo empreendimento da Vale localizado em Curionópolis, sudeste do Pará. Por unanimidade, os conselheiros do COEMA, que estiveram presentes na reunião realizada na sede da OAB-Pará, votaram favoráveis à viabilidade ambiental do projeto que vai produzir minério de ferro somando-se à produção das minas de Carajás.

Vale vai investir na produção de biodiesel

Consórcio será o maior produtor de óleo de palma das Américas
A Vale acaba de dar mais um passo em busca de uma matriz energética mais sustentável. A empresa anuncia hoje (24/06) o consórcio com a Biopalma da Amazônia S.A para produzir óleo de palma, matéria-prima para obtenção de biodiesel a partir de 2014, no centro-norte do estado do Pará. O consórcio será o maior produtor de óleo de palma das Américas e investirá cerca de US$ 500 milhões no projeto. O investimento da Vale será de US$ 305 milhões, que engloba a participação no consórcio e também a implantação e operação da planta de biodiesel, que será 100% Vale. Com essa parceria, a Vale vai utilizar parcela da produção de óleo de palma para produção de biodiesel, combustível que irá alimentar toda a frota de 216 locomotivas do Sistema Norte, bem como máquinas e equipamentos de grande porte das minas de Carajás. Estima-se que a produção anual de óleo seja de 500 mil toneladas. Parte dessa produção será transformada em 160 mil toneladas de biodiesel para a Vale, que serão utilizadas para auto-consumo. O restante do óleo de palma produzido será comercializado pela Biopalma. Este volume de biodiesel corresponde à redução de cerca de 12 milhões de toneladas de CO2 equivalente na atmosfera durante a duração do projeto, em relação às emissões do diesel comum, desconsideradas as emissões relativas à cadeia produtiva do biodiesel. Esse quantitativo corresponde à emissão de mais de 200 mil carros circulando no mesmo período. O consórcio, que tem 41% de participação da Vale, vai gerar cerca de 6 mil empregos diretos no campo e a possibilidade de renda para 2 mil famílias de pequenos produtores. O empreendimento abrange uma área de cerca de 130 mil hectares, numa região que possui um dos menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do país. Deste total, serão usados 60 mil hectares para o plantio da palma, totalizando 9,3 milhões de mudas até 2013. Essa área corresponde a aproximadamente 49 mil campos de futebol das dimensões do Maracanã. O restante (70 mil ha) será protegido e recuperado pelo consórcio. Com isso, a Vale contribuirá para a recuperação e a conservação de ecossistemas do bioma Amazônico, estabelecendo na região referência para essas práticas. A partir de 2014, a Vale utilizará a mistura B20 (20% de biodiesel e 80% de diesel comum) na Estrada de Ferro Carajás e em algumas operações de mineração do Sistema Norte. A parceria com a Biopalma vai permitir que a Vale se torne autosuficiente na produção do B20. Ao mesmo tempo, a empresa irá conseguir se antecipar à regulamentação que prevê o uso do B20 para 2020. Em 2008, o consumo de óleo diesel puro da Vale no Brasil foi de 940 milhões de litros, sendo 336 milhões nas unidades do Sistema Norte. O volume de biodiesel puro (B100 – sem mistura com diesel) consumido no ano foi 19 milhões de litros, sendo 7 milhões no Sistema Norte. Biodiesel Nos últimos anos, a Vale utiliza o biodiesel em suas operações em diferentes concentrações. Veja o histórico abaixo: • 2007 - Vale se antecipa à Lei Federal 11.907/05 e passa a utilizar o B2 (mistura 2% de biodiesel e 98% de diesel comum) em suas locomotivas, caminhões fora-de-estrada e na geração elétrica e, além disso, firma parceria com a Petrobras para uso do B20 (20% de biodiesel e 80% de diesel comum) nas locomotivas das estradas de ferro Vitória a Minas e Carajás. A Vale utilizou a mistura B20 até dezembro do mesmo ano;
• 2008 – O B2 é substituído pelo B3 (3% biodiesel e 97% diesel comum);
• 2009 - Assinatura do contrato Vale e Biopalma para produção de óleo de palma, para posterior transformação em biodiesel. Já foi realizado o plantio de 800 mil mudas em 5.000 hectares e estão sendo preparadas mais de 2 milhões e 300 mil mudas de palma para o plantio de 12.500 hectares no início de 2010;
• 2011 – Será realizada a colheita dos primeiros frutos e a produção do óleo;
• 2014 – Produção do biodiesel. A Vale se tornará autosuficiente na produção do combustível e, com isso, passará a utilizar o B20, antecipando-se à legislação. Trem Flex Em 2009, a Vale lançou o projeto Bicombustível, que prevê mistura, em fase de testes, de gás natural e diesel em suas locomotivas, com concentrações do gás variando entre 50% e 70%. Os testes começaram na Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), uma das ferrovias mais produtivas e eficientes do mundo. Estima-se que, com o uso futuro de gás nas locomotivas das ferrovias EFVM e Estrada de Ferro Carajás (EFC), deixarão de ser emitidas 73 mil toneladas de CO2 equivalente na atmosfera por ano. Com a utilização de gás natural nas locomotivas, a Vale vai evitar uma emissão de CO2 equivalente superior ao que deixou de ser emitido por toda a empresa com o uso das misturas de biodiesel B2 e B3 (71 mil toneladas de CO2 equivalente) em 2008 em locomotivas, caminhões fora-de-estrada e na geração elétrica. Investimentos socioambientais A gestão socioambientalmente responsável faz parte da estratégia da Vale. Em 2009, a empresa vai investir US$ 900 milhões nesta área – o mesmo valor investido em 2008. Hoje, a Vale e suas controladas e coligadas protegem ou ajudam a proteger, com parceiros, quase 2 milhões de hectares. São quase 3 bilhões de árvores conservadas em todo o mundo, o que equivale a 13 vezes a área do município de São Paulo ou a 14 árvores para cada brasileiro. Nos últimos dois anos, a Vale plantou 15,5 milhões de árvores. Só em 2009, serão plantadas pelo menos 5 milhões de árvores e outras 6 milhões estão naturalmente crescendo em áreas que a Vale protege ou recupera. Ao todo, serão 11 milhões de novas árvores somente este ano. A Vale foi também a primeira mineradora do mundo a zerar o seu footprint . Ou seja, hoje a área recuperada ou plantada pela empresa é igual ou superior àquela utilizada para suas atividades de mineração. No Brasil, a Vale recupera ou planta 1,4 hectare para cada um impactado e, até o fim de 2009, esta proporção será de um para um em todas as suas operações no mundo. Biopalma Sediada em Belém, a empresa foi constituída em 2007 com o objetivo de produzir o óleo de palma e seus derivados para atender, prioritariamente, indústrias dos setores alimentício, de cuidados pessoais e de higiene, além de destinar parte da sua produção para a elaboração de biodiesel. Consórcio em números
Até 2010 Projeto de US$ 500 milhões, mais de US$ 120 milhões já investidos até abril de 2009 Cerca de 130.000 ha de terras adquiridas, sendo 60 mil ha (5 mil já plantados) para plantio e 70 mil para preservação Viveiro para 12.500 ha para plantio em 2010 Um polo em funcionamento - Moju
Até 2022 (maturidade) Seis pólos e seis usinas 36 MW de co-geração de energia nas seis usinas Produção de cerca de 500 mil toneladas de óleo de palma Mais de 6 mil empregos diretos gerados 15 mil ha de agricultura familiar, envolvendo até 2 mil famílias.

Confira os atos secretos divulgados por comissão de sindicância do Senado


Comissão apontou existência de 663 atos secretos em 312 boletins.

Primeira-secretaria, responsável pela comissão, distribuiu CD com dados.
Ano
Mês
Boletins
1996
Dezembro
1348
1998
Março
1639, 1860, 1866
1999
Novembro
2017, 2021, 2040
2000
Junho
2141S1, 2142

Julho
2143

Setembro
2186

Outubro
2211
2001
Julho
2357

Agosto
2379, 2392

Setembro
2400, 2406, 2408

Outubro
2425, 2431

Novembro
2438

Dezembro
2463
2002
Janeiro
2469

Março
2499, 2505

Abril
2518

Agosto
2593

Outubro
2624

Dezembro
2667
2003
Janeiro
2674, 2678, 2687, 2688, 2688S2, 2688S3

Março
2708, 2709, 2716S2, 2716, 2717, 2718

Abril
2728, 2732, 2737

Maio
2751

Agosto
2806

Setembro
2842

Outubro
2849, 2849S1, 2854, 2854S1

Novembro
2878

Dezembro
2909
2004
Janeiro
2910, 2929

Fevereiro
2942

Março
2954

Maio
2988, 2990, 2994

Julho
3029, 3036

Agosto
3058

Setembro
3080

Novembro
3125

Dezembro
3138, 3145, 3146
2005
Fevereiro
3178

Março
3197

Abril
3210, 3214, 3216, 3222

Maio
3227, 3233, 3237

Junho
3259, 3264

Agosto
3306

Setembro
3326

Novembro
3362, 3365

Dezembro
3372, 3373, 3374, 3378, 3380, 3381
2006
Janeiro
3404, 3405, 3407

Fevereiro
3413, 3419, 3424

Março
3433, 3452

Abril
3453

Maio
3474, 3475, 3484

Junho
3494, 3498, 3504, 3506, 3511, 3511S2, 3512S2

Julho
3519, 3521, 3521S1, 3523, 3524, 3532

Agosto
3539, 3541, 3543, 3551

Setembro
3557, 3558, 3561

Outubro
3583, 3590, 3597

Novembro
3600, 3603, 3612S1, 3612S2, 3614, 3615, 3616

Dezembro
3619, 3620, 3621S2, 3622S1, 3627, 3629S1, 3631S3, 3631S4, 3631S5, 3634S1, 3636S1
2007
Janeiro
3638S2, 3646S1, 3648S1, 3649S1, 3652S1, 3637S2, 3638S1

Fevereiro
3658S10, 3660S1, 3661S2, 3662S1, 3669S1, 3669S2, 3669S3, 3669S4

Março
3675S1, 3675S2, 3678S1, 3680S1, 3680S2, 3682S1, 3683S1, 3687S1, 3688S1, 3689S1, 3696S2

Abril
3699S2, 3703S1, 3706S1, 3711S1

Maio
3720S1, 3720S2, 3721S1, 3727S1, 3730S1, 3734S1

Junho
3738S1, 3741S1, 3748S1, 3752S1, 3753S1, 3754S1, 3754S2

Julho
3758S2

Agosto
3783S1, 3786S1, 3788S1, 3789S1, 3790S1, 3791S1, 3799S1

Setembro
3802S1, 3805S1, 3805S2, 3820S1, 3824S1

Outubro
3831S1, 3832S1, 3834S1, 3835S1

Novembro
3855S1, 3860S1

Dezembro
3864S1, 3865S1, 3867S1
2008
Janeiro
3881S1, 3885S1, 3889S1

Fevereiro
3907S1, 3914S1, 3916S1, 3916S2, 3917S2

Março
3921S1, 3923S1, 3926S1, 3926S2, 3927S1, 3929S1, 3934S1, 3935S1, 3936S1, 3937S2

Abril
3944S1, 3945S1, 3949S1, 3952S1, 3953S1, 3954S1, 3954S2, 3956S1

Maio
3961S1, 3964S1, 3965S1, 3965S2, 3970S1, 3973S1, 3973S2, 3974S1, 3975S1, 3975S2, 3976S1

Junho
3982S2, 3982S3, 3992S1, 3993S1, 3993S2

Agosto
4021S1, 4030S1, 4034S1, 4035S1, 4036S1

Setembro
4042S2, 4044S1, 4046S1, 4048S1, 4049S1, 4054S1, 4062S1

Outubro
4063S1, 4065S1, 4066S1, 4067S2, 4069S1, 4069S2, 4072S1, 4074S1, 4074S2, 4075S1, 4076S1, 4078S1, 4078S2, 4079S2, 4080S1, 4082S1, 4082S2, 4083S1

Novembro
4086S1, 4087S1, 4089S1, 4091S1, 4091S2, 4092S1, 4092S2, 4093S1, 4094S1, 4096S1, 4097S1, 4098S1, 4099S1, 4100S1, 4101S1, 4102S1, 4103S1

Dezembro
4105S1, 4106S1, 4107S1, 4116S1, 4117S1, 4119S1, 4120S1
2009
Janeiro
4124S1, 4128S1, 4129S1, 4133S1, 4133S3, 4135S1, 4137S1, 4138S1, 4139S1
Fonte: Comissão de Sindicância do Senado.