Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

sábado, outubro 30, 2010

CADEIA PRODUTIVA DE PRODUTOS CONFECCIONADOS COM GRÃOS DE AÇAÍ

Nossos produtos com caroços de açaí são garantidos...

Visitante examinando o produto...

Estudantes universitários da UEPA...

Minha esposa Miuki Mikawa, na exposição da UEPA em Belém.

Artista Plástica Miuki Mikawa...

Nosso atelier...Único no Brasil e no mundo...

Produtos utilitários confeccionados com caroços de açaí...

Caroços de açaí secando ao sol...

Caroços de açaí sendo reaproveitado...

Espalhando caroços de çaí para secar...

Caroços de açaí bem lavados...

Tirando as impurezas dos grãos de açaí...

Lavando os caroços de açaí...

Colocando os caroços de açaí para lavar...

Aproveitando caroços de açaí...

Caroços de açaí poluindo o meio ambiente...

Caroços de açaí na porta aguardando o lixeiro...

Caroços de açaí a espera do carro de lixo...

Caroços de açaí sendo descartados depois de batidos...

Suco do açaí sendo depositado na bacia...

Retirando da máquina o suco do açaí...

Açaí sendo despolpado...

Açaí sendo colocado na máquina...

Açaí sendo batido...

Açaí indo para a máquina de beneficiamento...

Pé do açaí...

Uma matéria prima que é jogada no lixo há séculos nos estados do Norte do Brasil, agora está sendo utilizada por um casal de artesão no Pará para confecção de artefatos utilitários de primeira necessidade para o bem estar do ser humano.
Estamos falando do caroço de açaí depois de despolpado, extraindo do mesmo, o seu suco saboroso e nutritivo que hoje é exportado para diversos países do mundo. 

Estes mesmos caroços, são descartados por àqueles que sobrevivem do seu produto principal não só no Pará, como nos demais estados do Norte do Brasil. Foi pensando em um destino nobre para essa matéria prima que é nos dada gratuitamente pela natureza, foi que o ex-professor de psicologia, filosofia e sociologia Valter Desiderio Barreto, começou a fazer a sua pesquisa sobre a utilização da mesma em 2002, com o fim de utilização sustentável.
Após cinco anos de laboratório com os grãos de açaí, Valter descobriu que os mesmos tem um tempo de vida útil superior a maioria das árvores que são derrubadas na amazônia pelos gananciosos capitalistas. Conclusão esta depois de descobrir que os mesmos (os grãos) são anti-fungo e anti-cupim, inimigos número um da maioria das madeiras.
Depois de bater em todas as portas dos poderes públicos federal, estadual e municipal apresentando sua descoberta sem lograr nenhum êxito, ele, o Valter, resolveu juntamente com sua esposa, apostar na confecção de diversos produtos utilitários com caroços de açaí conforme fotos aqui expostas.
Interessados em saber mais sobre a cadeia produtiva dos produtos confeccionados com grãos de açaí, é só entrar em contato com o casal de artesãos Valter e Gina, pelo e-mail:

valterbt@gmail.com ou pelo celular (94) 9214-6487/8803-8951

quinta-feira, outubro 28, 2010

Apesar de empate, STF confirma validade da Lei da Ficha Limpa

Ministro Joaquim Barbosa

Ministro Joaquim Barbosa, relator do recurso do deputado federal Jader Barbalho (PMDB-PA) contra a Lei da Ficha Limpa, no julgamento desta quarta.

Após placar de 5 a 5, ministros decidem que deve vigorar decisão do TSE.

Com isso, deputado federal Jader Barbalho perde registro de candidatura.

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (27) que a Lei da Ficha Limpa vale para as eleições deste ano e se aplica a casos de renúncia de políticos a mandato eletivo para escapar de processo de cassação, mesmo nas situações ocorridas antes da vigência da lei. Diante do impasse causado pelo empate em 5 a 5, os ministros optaram por manter a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a norma.

“Quando um caso tem repercussão geral, a conduta da corte tem sido a de dar o mesmo destino para os casos semelhantes. Em tese, salvo alguma particularidade do caso concreto todos os demais casos assemelhados terão que ter o mesmo destino”, afirmou o presidente do TSE e ministro do STF, Ricardo Lewandowski.

Nas situações de candidatos com condenação por decisão colegiada de juízes ou entidade de classe, os recursos serão analisados caso a caso. “Há uma série de recursos, cerca de 12, que ainda serão julgados pelo Supremo e que dizem respeito a outras alíneas da lei. Cada caso é um caso e será examinado", disse Lewandowski.

O STF analisou nesta quarta o recurso do deputado federal Jader Barbalho (PMDB-PA), barrado na disputa a uma vaga de senador pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com base na Lei da Ficha Limpa. Mesmo com registro indeferido, Jader Barbalho recebeu 1.799.762 de votos e, caso não tivesse sido barrado, seria eleito em segundo lugar para uma vaga no Senado.

O deputado teve a candidatura questionada porque renunciou ao mandato de senador, em 2001, para evitar um processo de cassação em meio às investigações do caso que apurava desvios no Banpará e também por denúncias de envolvimento no desvio de dinheiro da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam).

A questão já foi amplamente debatida. Durante 11 horas no primeiro julgamento e, agora, mais cinco [horas] e a proposta é que adie mais uma vez? Nós estamos aqui a brincar"
Ministro Joaquim Barbosa, relator de recurso de Jader Barbalho (PMDB-PA) no STF, após empate no julgamento.


O candidato sempre negou irregularidades. Sua defesa afirma que a renúncia não representou atentado à moralidade pública porque o então senador foi alvo apenas de denúncias publicadas na imprensa.

Com a decisão do Supremo, o Tribunal Regional Eleitoral do Pará pode convocar novas eleições para o Senado no estado. A soma dos votos obtidos pelo deputado Jader Barbalho e pelo terceiro colocado na disputa – o petista Paulo Rocha, também barrado pela ficha limpa – ultrapassam 50% dos votos válidos. Nesse caso, os votos são anulados, o que, pela legislação eleitoral, abre a possibilidade de realização de novas eleições.

“Primeiro temos que esperar decisão do TRE para depois nos pronunciar, nós TSE”, disse Lewandowski. "O que me preocupa agora é o processo do mesmo estado em relação à mesma vaga de senador", disse o presidente do STF, Cezar Peluso.

Regimento do SupremoA alternativa dos ministros do STF, de manter a decisão contrária ao recurso de Jader, está prevista no regimento interno do Supremo e já havia sido sugerida na primeira vez que o tribunal analisou a ficha limpa, em setembro.

De acordo com o artigo 205 do regimento interno do STF, “havendo votado todos os ministros, salvo os impedidos ou licenciados por período remanescente superior a três meses, prevalecerá o ato impugnado”.

A possibilidade já havia sido aventada quando o STF analisou o recurso do ex-candidato do governo do Distrito Federal Joaquim Roriz (PSC). Ele também teve o registro negado pelo TSE por ter renunciado ao mandato de senador, em 2007, para escapar de cassação. Na apelação ao STF, o julgamento terminou empatado e Roriz desistiu da disputa eleitoral.

O STF está com um integrante a menos desde agosto, quando o ministro Eros Grau se aposentou. A indicação de um novo ministro é feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o que não tem data para ocorrer.

Solução para o impasseApós o empate no julgamento, o advogado de Jader, Eduardo Alckmin, propôs ao plenário a suspensão da análise do recurso para que ele fosse analisado na mesma sessão que vai decidir sobre recurso de Paulo Rocha.

Por 7 votos a 3, os ministros decidiram concluir o julgamento, mas a sugestão levou a uma discussão generalizada no plenário. "A questão já foi amplamente debatida. Durante 11 horas no primeiro julgamento e, agora, mais cinco [horas] e a proposta é que adie mais uma vez? Nós estamos aqui a brincar?", questionou o relator do recurso, Joaquim Barbosa.

Em meio ao debate, a ministra Ellen Gracie pediu que Marco Aurélio Mello concluísse o voto sobre a proposta da defesa. Ele respondeu em tom de ataque. “Vossa Excelência está presidindo este tribunal? Ministra, não me cobre definição. Se há alguém que se posiciona com coerência sou eu. Ou Vossa Excelência tem viagem marcada?”. A ministra rebateu o colega na mesma hora. "Ainda que tivesse, o respeito pelo tempo alheio é cortesia que se impõe."

COMENTÁRIO:

A justiça brasileira finalmente recobrou sua credibilidade diante do clamor da população que paga seus impostos para contribuir com o progresso do nosso país, defenestrando do cenário político brasileiro políticos que sempre gozaram de seus prestígios ainda que ostentando título de corruptos, nesta eleições de 2010. Que sirva de exemplo agora para os demais políticos que sempre se achavam acima do bem e do mal, para criarem seus impérios à base do poder econômico desviando verbas públicas, para se perpetuarem no poder político do nosso país a todo custo.
Parabéns Supremo Tribunal Federal por ter ouvido o clamor do povo brasileiro através de abaixo assinado!

Valter Desiderio Barreto.

quarta-feira, outubro 27, 2010

Vale esclarece sobre especulações na imprensa

A Vale informa, por orientação de seus acionistas controladores, que jamais foi tratada entre os referidos acionistas nem fez parte da pauta do Conselho de Administração a substituição do diretor-presidente Roger Agnelli. As especulações na imprensa, que atribuem a "fontes do Conselho de Administração" informações neste sentido, não retratam a posição dos acionistas controladores da empresa.

Rio de Janeiro, 26 de outubro de 2010

Falta civilidade e, sobretudo, exemplo dos adultos

Alexandre Garcia
Estamos nos agredindo por aí naquilo que deveria ser um espetáculo de democracia. Que exemplo dão os pais que se engalfinham em casa? O pai que bebe na esquina e briga, que resolve tudo na base da violência e não na base da razão? Não nos matamos à razão de 137 pessoas por dia no Brasil, por causa de assassinatos? Isso é mais que o México, que ontem ganhou manchetes. É 68 vezes mais perigoso ser cidadão brasileiro do que soldado da Otan no Afeganistão.

Que exemplos estamos dando aos que estão nas escolas? Para que aprendam a língua do país, a forma de viver em um meio supostamente civilizado?

Essa mutilação no rosto jovem e lindo da estudante aconteceu aqui perto da capital do país. Agora vejam o que acontece pertinho da maior cidade do país, São Paulo, em Mogi das Cruzes. É como uma rinha de galo.

É um espetáculo perto da escola, e a rinha de galo é proibida. Aqui no Brasil, até é estimulada. Essas brigas são estimuladas pelo bullying dentro das escolas, que agora é moda. E as pessoas acham graça. Fica todo mundo olhando, parado, como se fosse um espetáculo.

Em Florianópolis, em Santa Catarina, um estado supostamente pacífico, um aluno feriu nesta terça-feira uma professora de escola estadual com uma pedrada. É a 15ª agressão esse ano registrada em um escola com até 400 alunos. Penso: que exemplo dão os adultos? Deveriam estar dentro da lei, respeitando os direitos dos outros, como nos países civilizados.

Ontem saiu a lista de corrupção no mundo. Nota zero para o mais corrupto e nota dez para o sem corrupção. Ficamos com nota 3,7. O Chile ficou com 7,2. É um exemplo. Em 178 países, nós ficamos no 69ª lugar. Qual o resultado da escola? A gente pega o Índice de Desenvolvimento Humano em 170 países, estamos em 75º lugar, bem atrás do Chile, da Argentina e do Uruguai, que investiram em educação há mais de 150 anos. As brigas não são nosso único atraso.

domingo, outubro 24, 2010

CASAL DE ARTESÃO É DESTAQUE NO PROGRAMA "É DO PARÁ".

Equipe técnica do estúdio da TV Liberal

Maquiadora da TV Liberal

Estúdio da TV Liberal. Aos fundos repórter trabalhando

Repórter da produção do "É do Pará".

Repórter experimentando a cadeira feita com grãos de açaí.

Foi no último dia 16 do mês em curso que o casal de artesão Valter e Gina, foi o destaque a nível estadual, no programa da TV Liberal do estado do Pará, afiliada a Rede Globo de Televisão, aonde os mesmos participaram de uma entrevista ao vivo para todo o estado do Pará, após a exibição da matéria que foi feita em seu atelier mostrando sua criação inédita no mundo de produtos diversos utilizando o caroço do açaí, como tapetes, jarros, cadeiras, mesas, armários e etc.

O casal aproveita a oportunidade para agradecer a Deus por esta grande oportunidade de fazê-los conhecidos publicamente atrevés desta importante emissora de televisão como os criadores desta técnica de utilização desta matéria prima que é jogada fora no estado do Pará como nos demais estados do Norte do Brasi,l que são os caroços de açaí depois de extraído dos mesmos o seu suco que hoje tem sido produto de exportação para deiversos países do mundo. Como não poderia deixar de agradecer também a TV Liberal como toda a sua equipe de produção do programa "É do Pará", que se interessou em fazer a matéria diretamente do atalier do casal.


Quem desejar saber mais sobre esse mais novo empreendimento com aproveitamento com caroços de açaí basta entrar em contato com os Artesãos Valter e Gina pelo e-mail valterbt@gmail.com ou pelo número do celular (91)81751369.

NOTA DO INSTITUTO AÇO BRASIL

A produção brasileira de aço bruto em setembro de 2010 foi de 2,7 milhões de toneladas, representando queda de 7,0% em relação a agosto e redução de 1,2% quando comparada com o mesmo mês em 2009. Em relação aos laminados, a produção de setembro, de 2,1 milhões de toneladas, representou queda de 1,1% na comparação com o mês anterior e elevação de 6,2% quando comparada com setembro do ano passado. Com esses resultados, a produção acumulada em 2010 totalizou 24,8 milhões de toneladas de aço bruto e 19,7 milhões de toneladas de laminados, o que significou aumento de 34,4% e 40,3%, respectivamente, sobre o mesmo período de 2009.

Quanto às vendas internas, o resultado de setembro de 2010 foi de 1,8 milhões de toneladas de produtos, queda de 2,0% em relação ao mês anterior. Quando comparado com igual período de 2009, registra-se alta de 7,9%. As vendas acumuladas em 2010, de 16,3 milhões de toneladas, mostram crescimento de 42,0% com relação ao mesmo período do ano anterior.

As exportações de produtos siderúrgicos em setembro de 2010 atingiram 564 mil toneladas no valor de 418 milhões de dólares. Com esse resultado, as exportações em 2010 totalizaram 6,0 milhões de toneladas e 3,8 bilhões de dólares, representando queda de 5,0% em volume e aumento de 10,6% em valor quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

No que se refere às importações, registrou-se em setembro volume de 552 mil toneladas (US$ 532 milhões) totalizando, desse modo, 4,4 milhões de toneladas de produtos siderúrgicos importados no ano, 160,2% acima do mesmo período do ano anterior.

O consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos em setembro foi de 2,2 milhões de toneladas, totalizando 20,3 milhões de toneladas em 2010. Esses valores representaram elevação de 19,5% e 55,4%, respectivamente, em relação a igual período do ano anterior.

quinta-feira, outubro 21, 2010

Contratação de falso tenente-coronel é falha da Secretaria de Segurança

Alexandre Garcia

Um falso tenente-coronel infiltrado. Não é a primeira vez que isso acontece. Não podemos saber quantos casos estão acontecendo agora. Lembra do caso do goleiro Bruno, que ainda está em curso, do certo Bola, que teria sido contratado para sumir com o corpo de Eliza Samudio? Ele agia como policial, mas já tinha sido expulso da corporação. Ele dava instrução de combate no grupo de resposte especial da polícia mineira na própria chácara. Agora a Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro contrata um tenente-coronel do Exército que nunca foi tenente-coronel. Uma incrível falha de um órgão que trabalha, em primeiro lugar, com informação.

Ora, nos tempos do governo militar, todos os órgãos públicos tinham que submeter a serviços de informações o nome de alguém que poderia ser admitido. Antes de convidar alguém para o cargo de confiança, examinavam o passado da pessoa. Os aprovados em concursos públicos, antes de ser chamados, passavam por uma espécie de “nada consta” da inteligência. Na volta da democracia, enterrou-se isso. Com o entulho de uma seleção ideológica e política. Mas se perderam preciosas informações que hoje não são prestadas, informações bem práticas sobre se a pessoa é parente de autoridades do mesmo setor, se tem o costume de fazer negociatas, intermediações, corrupção, e até se seria mesmo aquilo que diz ser. Hoje se perdeu esse controle sobre a idoneidade de quem assume um cargo público, enriquecimento rápido de alguém que está no governo. Quando se deveria enterrar apenas o controle político e ideológico. Com toda aquela rede de fofoca que se apelidou de arapongada. Aliás, isso sobrevive, como vimos na reportagem do César Tralli.

Assistem-se então a fiascos como esse da Secretaria de Segurança de contratar um tenente-coronel da reserva do Exército de farda tão verde quanto um dólar falso

sexta-feira, outubro 15, 2010

Saiba tudo sobre Dilma Rousseff, a ex-guerrilheira



O pai dela - Pétar Russév (mudado para Pedro Roussef) -, filiado ao Partido Comunista búlgaro, deixou um filho (Luben) lá na Bulgária e veio dar com os costados em Salvador, depois Buenos Aires e, ao fim e ao cabo, fez negócios em São Paulo.

Encantou-se com a professorinha de 20 aninhos, Dilma Jane da Silva (rica filha de fazendeiro) e com ela casou e viveu em Belo Horizonte, tendo três filhos: Igor, Dilma - a guerrilheira - e Lúcia. Igor morreu em 1977.


Era uma família "bon vivant", com casa enorme, três empregadas, refeições servidas à francesa, com guarnições e talheres específicos. Tinham piano e professora particular de francês.

Dilma, entrou primeiro numa escola de freiras - Colégio Sion - e, depois, no renomado Estadual Central. Nas férias, iam de avião para Guarapari/ES e ficavam no Hotel Cassino Radium.

Dilma, ainda jovem, entrou para o POLOP - Política Operária - e depois mudou-se para o COLINA - Comando de Libertação Nacional -. Apaixonou-se e casou-se com Cláudio Galeno Linhares, especialista em fazer bombas com os pós e líquidos da farmácia de manipulação do seu pai.


Sua primeira aula de marxismo foi-lhe dada por Apolo Heringer e, pouco depois, estava em suas mãos o livrinho: "Revolução na Revolução", de Régis Debray, francês que mudou-se para Cuba e ficou amigo do Fidel e mais tarde, acompanhando Guevara, foi preso na Bolívia. Aos 21 anos, Dilma partiu para o RJ a fim de se esconder dos militares, após o frustrado assalto ao Banco da Lavoura de Sabará. No Rio, ainda casada, apaixonou-se por Carlos Franklin Paixão de Araújo, o chefe da dissidência do Partidão; então, chegou, de chofre, e disse para o marido: "Estou com o Carlos!".

Carlos vivia antes com a geógrafa Vânia Arantes e, sedutor, já havia tido outras sete mulheres, aos 31 aos de idade. Com ele, Dilma participou da fusão COLINA/VPR (esta do Lamarca), que deu origem, em Mongaguá, à Vanguarda Armada Revolucionária- Palmares, cujo estatuto dizia:
Art.1º - A Vanguarda Armada Revolucionária- Palmares é uma organização político-militar de caráter partidário, marxista-leninista, que se propõe a cumprir todas as tarefas da guerra revolucionária e da construção do Partido da Classe Operária, com o objetivo de tomar o poder e construir o socialismo."


Foi em Mongaguá, litoral paulista, que se traçou o plano da "Grande Ação", que se deu em 18 de julho de 1969, com o assalto e roubo do cofre da casa da amante do Ademar de Barros, em Santa Teresa /RJ, que rendeu-lhes 2,5 milhões de dólares, cofre aberto em Porto Alegre , a maçarico, pelo metalúrgico Delci. Mas a organização se dividiu entre "basistas" - que defendiam o trabalho das "massas" e junto às "bases", e os "militaristas”, que priorizavam a imediata e constante luta armada comunistas. A disputa pelo butim dolarizado foi ferrenha! Dilma era chamada de "Joana D'Arc da subversão".
Então foi para São Paulo onde dividia um quarto com Maria Celeste Martins, hoje sua assessora imediata no Planalto.


Dedurada por José Olavo Leite Ribeiro - mantinha com ela três contatos semanais -, foi presa, armada, em um bar da Rua Augusta, juntamente com Antônio de Pádua Perosa; depois, entregou à polícia seu amigo Natanael Custódio Barbosa. Enquanto isso, o Carlos Araújo teve um romance tórrido com a atriz Bete Mendes, da TV Globo.
Dilma saiu do presídio em 1973 e foi para Porto Alegre, reatar com o marido infiel. Mas hoje, Carlos Araújo, mora sozinho com dois vira-latas (Amarelo e Negrão), numa casinha às margens da lagoa do Guaíba, em Porto Alegre. Ele tem enfisema pulmonar e está com 71 anos. Diz que é feliz, mesmo a ex-esposa sendo Ministra e candidata do apedeuta/fronteiriço à Presidência da República.


Eis aí uma "síntese/sintética/resumida" da vida da Dilminha que, logo... logo. . . será apresentada pelo Lula como a "da paz e do amor". Quem sabe, antes, possa d ar tempo de dar uma chegada a um "Camp Quest" qualquer, dawkinsiano por certo, para, cética e racionalmente, ficar com a "mente ainda mais aberta", em cursilho preparatório para a Presidência da República.
E em se tratando deste povinho brasileiro (batuque, bola, bolsa e bunda), tudo pode se esperar, infelizmente.
Notas:
Resumo biográfico de Dilma Rousseff, ministra da Casa Civil, que o presidente Lula da Silva quer empurrar goela abaixo dos brasileiros como sua sucessora. Infelizmente a mídia não divulga essas informações, deixando a população na ignorância.
Postado por NISAN SARMENTO EM FOCO NO DIA 13 DE MARÇO DE 2010, NO BLOG "TRABUCO CARAJÁS".


sexta-feira, outubro 08, 2010

ADORAÇÃO A OUTROS DEUSES

Muitas pessoas são enganadas por religiões e seitas que não valorizam ao Criador, o Senhor, o Deus Supremo. Criam seus próprios deuses à quem devotam sua adoração. Inventam histórias de aparições desses deuses, fantasias que enganam a muitos e os afastam do Deus verdadeiro.

São mitos, deuses criados em histórias fantasiosas para explicar sua existência, mas que levam milhares de pessoas ao engano. Esse tipo de engano muitas vezes parte de igrejas que se denominam cristãs, e assim sendo, deveriam ensinar ao povo a adoração apenas ao ÚNICO E VERDADEIRO DEUS.

No nosso tempo atual, a adoração a coisas inanimadas, e a crença de que elas possam fazer algo de extraordinário como abençoar, interceder, guardar do mal e outras crendices, é algo natural.

O mais estranho é que não são apenas pessoas ignorantes e analfabetas que creem nessas coisas, vários artistas e intelectuais devotam culto a esses mitos. Adoram deuses de gesso, de barro, de plástico e outros materiais inanimados. Adoram anjos, adoram pessoas que já morreram e até animais.

Mas tem dificuldade de adorar ao Deus dos céus, o que lhes deu a vida e os abençoa. Creditam as bênçãos recebidas à criatura ao invés do Criador. Mas Deus em sua imensa misericórdia não retira deles o seu amor, e derrama bênçãos a justos e injustos.

O mais preocupante é que também dentro das Igrejas Evangélicas, onde a adoração ao Único Deus deveria ser obrigação, não é uma verdade absoluta. Temos pessoas cultuando pastores, apóstolos, bispos, e cantores.


Gente “correndo” atrás de profecia, revelação e outras coisas do genero, quando já tem a maior revelação que é a Palavra de Deus. Se Deus quiser me enviar uma profecia ou revelação, ela chegará até a mim, não preciso correr atrás. Não preciso e não devo obrigar Deus a falar comigo. Devo respeitar a sua soberania.

Na carta aos Romanos, Paulo escreve sobre trocar a adoração a Deus por culto a coisas criadas. Sobre receber uma benção e não agradecer a Deus e, sim a quem não lhe pode abençoar:

“Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis; porque, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem Lhe renderam graças, mas os seus pensamentos tornaram-se fúteis e o coração insensato deles obscureceu-se.


Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos e trocaram a glória do Deus imortal por imagens feitas segunda a semelhança do homem mortal, bem como de pássaros, quadrúpedes e repteis. Por isso Deus os entregou a impureza sexual, segundo os desejos pecaminosos de seu coração, para a degradação de seu corpo entre si. Trocaram a verdade de Deus pela ,mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém” (Rm 1.20-25). (Grifo nosso).

Algumas igrejas evangélicas estão ensinando aos seus membros a terem medo de: feitiço, bruxaria, macumba, olho gordo e outras aberrações que só deveriam preocupar a quem não é servo de Deus. Mas a teologia do medo tem usado essas artimanhas para fazer o povo permanecer na igreja.

Visitando uma igreja evangélica, vi uma faixa colocada dentro do templo convocando o povo para uma campanha contra “Olho Gordo”. E não era igreja neopentecostal, era igreja histórica.

Ouvi no rádio um pastor convocando o povo para a seguinte campanha: Na igreja dele a pessoa colocaria o pé sobra uma folha de papel. No dia seguinte essa folha seria levada ao monte para ser colocada diante de Deus em oração. Depois disso a pessoa faria o seguinte, iria em uma loja de automóveis, por exemplo, e escolheria o melhor carro, colocaria os pés dentro desse carro e ele seria dela. Faria o mesmo com apartamento, casa e tudo que desejasse possuir.

Também é comum ouvir pastor dando nomes a demônios: “tranca-rua”, “pomba-gira” e outros. Demônios são demônios, eles não tem nomes para os distinguir. Isso de dar nome a demônios são mitos criados por seitas pagãs. “Batizar” demônios é acreditar em mitos. É seguir crendices populares e seitas espíritas.

Em muitas igrejas os cultos imitam os rituais de macumba e são cheios magia negra, demônios são convocados a se manifestarem durante a liturgia. Um irmão me convidou para visitar a igreja onde ele se congrega, e disse: "vá lá, para ver demônios se manifestarem e cairem". Não fui, e não vou. Eu vou a igreja para cultuar e adorar a Deus, não para assistir shows de demônios. Se durante um culto houver manifestação, o demonio deve ser expulso imediatamente, sem direito a entrevista. Eles jamais poderão ser parte da liturgia.

Recebi um e-mail de um irmão me relatando que ao pedir conselho ao seu pastor sobre como agir em relação a uma vizinha que vivia perturbando a família dele, recebeu uma mistura de óleo com enxofre. A mistura deveria ser colocada na porta da vizinha, para que ele fosse embora. Isso é “pura macumba”. Onde esse pastor aprendeu esse tipo de coisa? Ou melhor, quem colocou essa pessoa como pastor?

A igreja evangélica existe para ser luz no meio das trevas, mas uma grande parte dela está se misturando com as trevas. Está imitando o que deveria combater. Que Deus tenha misericórdia.

AO SENHOR DEUS, E SÓ A ELE, TODA GLÓRIA, HONRA, LOUVOR E ADORAÇÃO. PARA

SEMPRE. AMÉM
(Mensagem transcrita).


quinta-feira, outubro 07, 2010

REPORTAGEM EXIBIDA PELA EMISSORA DE TELEVISÃO RBA DO PARÁ AFILIADA DA BAND NO DIA 25 DE SETEMBRO DE 2010

CONFECÇÃO DE PRODUTOS A BASE DE CAROÇO DE AÇAÍ.

Uma matéria prima que tem sido jogada fora no lixo a séculos no estado do Pará e demais estados da região Norte do Brasil, cujo tempo de vida útil é superior a maioria das árvores que são derrubadas não só na amazônia, como no resto do Brasil, e que graças a pesquisa do Artesão Valter Barreto durante cinco anos, é que hoje já se pode contar com produtos confeccionados ecologicamente corretos, com a mesma.

Estamos falando exatamente do caroço de açaí que depois de despolpado através de uma máquina batedeira, é jogado no lixo sem nenhuma serventia, ou melhor, o mesmo apenas é utilizado em pequenos trabalhos artesanais como colares e pulseiras.

Hoje o Artesão Valter e sua esposa Artista Plástica, Gina Mikawa, fabrica diversos tipos de móveis como cadeiras, mesas, armários, tapetes, jarros, e até revestimentos de paredes residenciais e forros com esses caroços de açaí.

Além de sua utilização de forma sustentável contribuir com o meio ambiente, pode também contribuir para a preservação das árvores que são derrubadas na amazônia de forma predatória, substituindo a utilização de madeiras para a confecção de móveis e até mesmo construções de casas, por grãos de açaí, como também, abrir porta de trabalho para muita gente que está desempregada no nosso país.

Para mais detalhes dessa mais nova atividade no Brasil, é só entrar em contato com o autor deste empreendimento pelo e-mail valterbt@gmail.com.

Você que é empresário de qualquer segmento comercial ou industrial de qualquer lugar do Brasil ou exterior e desejar se tornar nosso parceiro neste empreendimento que até agora não tivemos nenhum apoio de nossos governantes, entre em contato conosco para saber mais detalhes de como se tornar nosso aliado.

quarta-feira, outubro 06, 2010

FOR LACK OF SUPPORT IN BRAZIL, COUPLE OF BRAZILIAN ARTISAN APPEALS FOR ENTREPRENEURS AND FOREIGN AUTHORITIES TO DEVELOP UNPUBLISHED PROJECT IN THE WOR

CASAL DE ARTESÃO VALTER E GINA MIKAWA

EXPOSIÇÃO NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARÁ.




Tired of beat from door to door of public organs in the state of Pará of all of the spheres, so much state, as municipal and federal in search of support to develop an unpublished project in Pará, in Brazil and in the world, that has as objective opens work doors and income for several parents and family mothers that one find dismissed by several reasons, besides for the age, that has been the largest obstacle for people to find placement in the job market that every day demands more qualification in the hand of work of the several professional segments,
the couple Valter and Gina Mikawa, decided to use this powerful “tool” that it is the Internet, to invite REPRESENTATIVES OF PRIVATE COMPANIES and even PUBLIC OF ANY FOREIGN COUNTRY, to still turn partners in the enterprise that they already develop in way quite modest, that it is the production of objects starting from the açaí pit, matter excels play in the garbage to century not only here in the state of Pará, as us other states of the North of Brazil.

The couple wants to transmit his/her knowledge in the technique of the use of the açaí pits to the largest number of possible people, in the production of several types of PIECES OF FURNITURE, RUGS, PITCHERS, COVERINGS FOR RESIDENCES, LININGS FOR ROOFS, PARTITIONS, and so much other things, but for that he needs to count with structure of maintenance of the course, and in the moment artisan’s couple doesn’t have financial resource for that investment.
Any foreign entrepreneur or even foreign authorities that if they interest and they want to be partners of artisan’s couple, it is only to enter in contact for larger details for the e-mail valterbt@gmail.com or for the number of the cellular (91) 81751369.
Visit the matter posted here in this dated blog of September 25, 2010, that you will have more detail of this unpublished enterprise in the world.

POR FALTA DE APOIO NO BRASIL, CASAL DE ARTESÃO BRASILEIRO APELA PARA EMPRESÁRIOS E AUTORIDADES ESTRANGEIRAS PARA DESENVOLVER PROJETO INÉDITO NO MUNDO.
Cansados de baterem de porta em porta de órgãos públicos no estado do Pará de todas as esferas, tanto estadual, como municipal e federal em busca de apoio para desenvolver um projeto inédito no Pará, no Brasil e no mundo, que tem como objetivo abrir portas de trabalho e renda para diversos pais e mães de família que se encontram desempregadas por diversos motivos, inclusive pela idade, que tem sido o maior obstáculo para pessoas encontrarem colocação no mercado de trabalho que a cada dia exige mais qualificação na mão de obra dos diversos segmentos
profissionais,
o casal Valter e Gina Mikawa, resolveu usar esta “ferramenta” poderosa que é a Internet, para convidar REPRESENTANTES DE EMPRESAS PRIVADAS e até MESMO PÚBLICA DE QUALQUER PAÍS ESTRANGEIRO, para se tornar parceiros no empreendimento que ele já desenvolvem de forma ainda bastante modesta, que é a fabricação de objetos a partir do caroço de açaí, matéria prima jogada no lixo a século não só aqui no estado do Pará, como nos demais estados do Norte do Brasil.

O casal deseja transmitir seu conhecimento na técnica da utilização dos caroços de açaí ao maior número de pessoas possíveis, na fabricação de diversos tipos de MÓVEIS, TAPETES, JARROS, REVESTIMENTOS PARA RESIDÊNCIAS, FORROS PARA TETOS, DIVISÓRIAS, e tantas outras coisas, mas para isso precisa contar com estrutura de manutenção do curso, e no momento o casal de artesão não dispõe de recurso financeiro para esse investimento.
Qualquer empresário estrangeiro ou até autoridades estrangeiras que se interessarem e desejarem ser parceiros do casal de artesão, é só entrar em contato para maiores detalhes pelo e-mail valterbt@gmail.com ou pelo número do celular (91) 81751369.
Visitem a matéria postada aqui neste blog datada do dia 25 de setembro de 2010, que você terá mais detalhe deste empreendimento inédito no mundo.

Eleitor é culpado pela atual falta de segurança no Brasil


Segurança pública: um assunto que precisa ser muito debatido neste segundo turno das eleições. É a oportunidade de nós, eleitores, batermos no peito e dizermos: “nostra culpa”. É lamentável termos que fazer isso, mas fomos deixando. Viramos um país fora da lei.

Acreditamos nas mentiras das autoridades, que justificam o crescimento do crime dizendo que no mundo é assim. Agora, eu ouço na rua brasileiros e brasileiras pensando em ir morar no Chile, onde há segurança.

Somos um país incomparável: 50 mil homicídios por ano. Isso dá 137 assassinatos por dia. É um avião grande caindo todos os dias e nós não nos escandalizamos com isso.

No Rio de Janeiro, a convivência vem de longe, com a contravenção do bicho. E se espalhou para assaltos coletivos, arrastões. São Paulo tem crime que chegou a fazer ataques de guerrilha urbana. A capital do país imita Rio e São Paulo. Nem a organiza Curitiba escapa. Nem mesmo as cidades outrora pacatas do interior do Brasil.

Nós não nos damos conta de que no Iraque e no Paquistão, hoje, morrem menos pessoas de morte violenta que aqui, no nosso Brasil abençoado por natureza. Nós ajudamos a enfraquecer as leis abençoando a esperteza e julgando que lei é para trouxa. Nossas atitudes pouco civilizadas na desorganizada vida urbana brasileira.

Nós elegemos os que fizeram leis boas com o crime, que beneficiam os engravatados do crime, que dão exemplo para os menores. Os fora-da-lei têm mais direito que as vítimas. Os juízes são amarrados pela lei. Os presídios não recuperam. Enfim, nós deixamos. Algemamos nossa cidadania. Se não encontrarmos as chaves para abrir a nossa vontade de segurança, vamos condenar ao medo de reféns nossos filhos e netos.
COMENTÁRIO:
PARABÉNS ALEXANDRE GARCIA PELA SUA REFLEXÃO SOBRE A "CULPABILIDADE" DO ELEITOR BRASILEIRO PELA FALTA DE SEGURANÇA NO NOSSO PAÍS! VOCÊ É O MÁXIMO! POR ISSO QUE VOCÊ É O MELHOR COMENTARISTA DA TELEVISÃO BRASILEIRA.
TENHO DITO.
Valter Desiderio Barreto - Escritor.

Cursos gratuitos para pedreiro, carpinteiro e auxiliar de construção

Com a região Sudeste do Pará em pleno desenvolvimento, não vai faltar oportunidade para quem possua formação profissional qualificada. Assim como não faltarão oportunidades para se qualificar gratuitamente. A Vale, em parceria com a Prefeitura de Canaã dos Carajás, está com vagas abertas a segunda etapa do Programa de Preparação para o Mercado de Trabalho que, ao todo, está oferecendo 710 vagas, sendo 460 para esta segunda fase. Mas quem quiser participar, deve correr. Ainda há vagas, mas somente para os cursos de pedreiro, carpinteiro e auxiliar de construção.

Os interessados devem procurar a sede regional do Sistema Nacional de Emprego (Sine), que fica na Rua Carajás, 299, em Canaã dos Carajás. As vagas são para candidatos maiores de 18 anos, que tenham ensino fundamental completo. Para inscrever-se, os interessados devem apresentar carteira de trabalho, cópia da identidade e do CPF, além do comprovante de escolaridade e foto 3x4. Os candidatos também devem comprovar que moram em Canaã dos Carajás há pelo menos dois anos. A prioridade nos cursos para moradores da região é uma forma de contribuir para o desenvolvimento local.

De acordo com João Menezes, Gerente Geral de Recursos Humanos da Vale, o objetivo do Programa de Preparação para o Mercado de Trabalho é proporcionar educação profissional à população economicamente ativa das regiões onde a empresa atua, a fim de facilitar a entrada novos profissionais mercado de trabalho local. "Quem participar do programa terá certamente melhores condições de aproveitar as oportunidades que surgirão nos setores da indústria, comércio e serviços a partir da implantação de projetos da Vale e de outros empreendimentos na região", explica João Menezes.

Em Canaã dos Carajás, as aulas serão ministradas na sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), que fica na Rua Ametista, S/Nº, bairro Jardim das Palmeiras. O Programa de Preparação para o Mercado de Trabalho de 2010 foi iniciado em abril, com 250 vagas. As aulas para os cursos de ferreiro armador, motorista de caminhão basculante e eletricista já foram iniciadas. Este é o segundo Programa de Preparação para o Mercado de Trabalho promovido pela Vale em Canaã dos Carajás. Entre 2005 e 2008, foram oferecidos cursos nas áreas de mecânica, elétrica e construção civil para 1.200 pessoas no município. No Pará, atualmente o programa também está sendo realizado em Marabá.


Canaã dos Carajás, 5 de outubro de 2010


Assessoria de Imprensa - Tel: 91 3215-2461 / Cel: 91 3215-2462
Lívia Amaral (Belém) - Tel: 91 3215-2460 / Cel: 91 9100-9276
Andrea Batista Reis (Sudeste do Pará) - Tel: 94 3327-4763 / Cel: 94 8803-1039

www.vale.com/sala de imprensa

segunda-feira, outubro 04, 2010

Crivella diz que Dilma foi vítima de mal-entendido entre evangélicos

Crivella trocou Jesus Cristo por Lula.

Mensagem na web teria provocado aumento de rejeição da petista.
Senador seguiu para reunião em Brasília para montar força-tarefa.

O senador eleito Marcello Crivella (PRB) pretende usar sua influência junto aos evangélicos para reverter um suposto mal-entendido que a candidata Dilma Rousseff (PT) teria sofrido numa campanha pela internet.

“Acho que a Dilma perdeu muitos votos por causa de uma campanha que foi feita via internet contra ela. Pretendo procurar os líderes evangélicos para esclarecer esse mal-entendido. Precisamos conversar, agora com mais calma, sobre essa questão que acabou prejudicando na reta final”, disse Crivella.
Na campanha pela internet, vários protestantes teriam disseminado mensagens condenando uma suposta posição da presidenciável que teria dito que “nem mesmo querendo, Cristo me tira esta vitória. As pesquisas comprovam o que estou dizendo. Vou ganhar no primeiro turno”.
A frase teria sido propagada na rede virtual e nos cultos por vários pastores pedindo que os fiéis não votassem em Dilma.

O senador conversou com o G1 minutos antes de embarcar para Brasília, onde vai participar de uma reunião de aliados eleitos para montar uma força-tarefa para tentar levar Dilma à vitória no segundo turno.

CPI das fronteiras
De acordo com pesquisas do Ibope, a candidata do PT, que tinha 49% entre os eleitores evangélicos no final de agosto, caiu para 42% em setembro. Com isso, sua rejeição nesse segmento, que era de 17%, passou para 28%.

Marcelo Crivella disse ainda que, como senador, vai lutar para “manter o nível de investimentos para o Rio de Janeiro”.

“Temos uma grande refinaria, o Arco Metropolitano, o PAC das comunidades e tantos outros projetos importantes para erradicar a miséria. Existe também a questão da saúde, que tem recebido recursos, mas precisa ser ampliado”, afirmou.

Outra meta de Crivella é atuar na área da segurança pública para ajudar a combater o narcotráfico. “Quero fazer a CPI das fronteiras para manter o nosso território incólume das invasões de armas e drogas. Precisamos retomar o controle de nossas fronteiras”, disse.

Aliado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Crivella recebeu 3.332.886 votos, o equivalente a 22,66% dos votos válidos.


COMENTÁRIO:

ESTE EMPRESÁRIO DA FÉ TRAVESTIDO DE "BOM PASTOR" MARCELO CRIVELLA QUE NÃO PASSA DE UM MERCENÁRIO, DEVERIA EXAMINAR MAIS A BÍBLIA SAGRADA E SE CONVERTER AO SENHOR JESUS CRISTO SE TORNANDO UMA NOVA CRIATURA, ASSUMINDO O VERDADEIRO PAPEL DE UM AUTÊNTICO DISCÍPULO DE CRISTO PARA DEIXAR DE MISTURAR O SACERDÓCIO ECLESIÁSTICO COM POLÍTICA PARTIDÁRIA. ATÉ PORQUE A PALAVRA DE DEUS NOS DIZ QUE O VERDADEIRO PAPEL DE UM PASTOR, É CUIDAR DAS OVELHAS DO SENHOR E NÃO ESTÁ FAZENDO CONCHAVOS POLÍTICOS PARA ATENDER SEUS INTERESSES PESSOAIS, ESPECIALMENTE COM INCRÉDULOS COMO A DILMA ROUSSEFF, QUE CONFIA MAIS NA SUA COMPETÊNCIA E NA SUA CAPACIDADE DO QUE NO PODER DE DEUS QUE IRÁ LEVÁ-LA A DERROTA NAS URNAS NO PRÓXIMO DIA 31 DESTE MÊS. E O CIDADÃO CRIVELLA TEM QUE TOMAR MUITO CUIDADO COM SEUS ENSINOS ANÁTEMA A RESPEITO DO QUE NOS DIZ AS ESCRITURAS SAGRADAS, PORQUE SE O MESMO MORRER SEM CONCERTAR A SUA VIDA COM DEUS, O INFERNO O AGUARDA COM SUAS CHAMAS DE FOGO PARA ATORMENTÁ-LO ETERNAMENTE A EXEMPLO DO RICO DA PARÁBOLA CONTADA POR JESUS SOBRE O RICO E LÁZARO.

Valter Desiderio Barreto - Teólogo e servo do Senhor Altíssimo.


sábado, outubro 02, 2010

Melhor para o Pará é Simão Jatene e para o Brasil José Serra.

Simão Jatene será mais uma vez eleito governador do estado do Pará. A Ana Júlia deixou a desejar toda a população do estado do Pará e por isso será repudiada pelos eleitores nas eleições de amanhã. É só esperar. Para Presidente da República, bom seria se o povo brasileiro levasse em consideração a experiência de José Serra, independentemente do partido político que ele representa. A ex-Ministra do Lula, além de ser anti-social é muito arrogante e prepotente, se for eleita, terá o mesmo destino do Collor de Mello, não concluirá seu mandato.

Eleitor deve julgar agora para evitar a incerteza jurídica sobre seu voto

Alexandre Garcia

Na terça-feira, a Polícia Federal flagrou em Roraima um deputado federal candidato à reeleição fazendo campanha com R$ 8,5 mil em dinheiro vivo no bolso. Ele foi detido sob suspeita de compra de votos.

Nesta quinta-feira, em Ipatinga (MG), foi preso o irmão de um candidato a deputado federal com R$ 30 mil em dinheiro vivo e muitos envelopes com nomes de municípios. O flagrante se deu depois de denúncia anônima de que ele havia pago R$ 5 mil a um vereador de Virginópolis. O vereador disse à policia que era para arrecadar votos.

Os flagrantes desta semana parecem revelar a ponta de um iceberg. Se há compra de votos, há venda. A urna eletrônica pode ser indevassável, mas não a consciência de alguns eleitores, infelizmente.

As leis e a Justiça ainda deixam dúvidas sobre o que pode acontecer com muitos votos de domingo. Então, o melhor é o eleitor julgar agora para evitar a incerteza jurídica sobre seu voto. E pensar muito mais antes de dar poder para fazer leis. Governador e presidente ficam quatro anos. Leis podem ficar décadas.