Banners


Create your own banner at mybannermaker.com!

Aproveitamento do caroço de açaí

< / a >

domingo, maio 31, 2015

"Traição" entre amigos na escolha do Catar iniciou investigações na Fifa

Jack Warner teria votado no país asiático para 2022, em vez dos EUA. Detido, Chuck Blazer preferiu colaborar e gravou reuniões na entidade, segundo Sunday Times

 

Por Zurique, Suíça
A traição entre os dois homens mais poderosos do futebol das Américas do Norte e Central pode ser considerada como o estopim do caso de corrupção na Fifa, que estourou esta semana com a prisão de sete dirigentes em Zurique, na Suíça. 

Amigos por duas décadas, Chuck Blazer e Jack Warner comandavam a Concacaf e o esquema de propinas de compras de votos, direitos de transmissão, entre outros. 

O primeiro era o secretário geral da entidade, e o segundo, presidente. 

Na disputa pela sede da Copa do Mundo de 2022 a dupla naturalmente votaria nos Estados Unidos contra o Catar, Austrália, Japão e Coreia do Sul.

Porém, em dezembro de 2010, em uma sala de reuniões da Fifa, em Zurique, o catari Mohammed Bin Hammam, membro da Fifa e presidente da Federação Asiática de Futebol, estava com uma lista secreta de nomes que apoiariam o Catar. 


Ele não percebeu que sentado ao seu lado estava Blazer, que viu por cima de seu ombro o nome de Jack Warner saltar por entre os papéis. 

O dirigente que comandava o futebol dos Estados Unidos estava votando contra os americanos, segundo revelou o jornal The Sunday Times neste domingo.   
Jack Warner, ex-presidente da Concacaf Fifa (Foto: Reuters)Jack Warner, ex-presidente da Concacaf: traição ao ex-amigo é raiz de escândalos (Foto: Reuters)


Warner negou ter recebido a propina, mas Blazer nunca o perdoou. 

Desde o dia em que o Catar foi eleito já havia suspeitas de suborno. 

O FBI não confirma, mas fontes em Washington ouvidas pelo jornal britânico disseram que as acusações de corrupção começaram a surgir quando a Fifa elegeu o Catar em detrimento dos Estados Unidos.

Em 2011, Blazer foi detido pelo FBI no meio de uma rua em Nova York por não ter declarado sua renda. 


Ele teve como opção ser preso ou colaborar. 

Ainda furioso com Warner, Blazer escolheu a segunda opção. 

Com um gravador camuflado no chaveiro, passou a participar de reuniões de funcionários da Fifa. 

A partir daí as investigações avançaram bastante, com a descoberta de extorsões, fraudes, lavagens de dinheiro e evasões fiscais. 

Os agentes americanos rastrearam US$ 11 milhões não declarados por Blazer. 

Ele perdeu US$ 1,9 milhão, mas concordou em devolver a quantia quando for sentenciado. 

Ainda não está claro se a colaboração vai livra-lo da prisão. 
Chuck Blazer (Foto: Reprodução)Chuck Blazer com Bill Clinton: candidatura americana para sediar a Copa de 2022 frustrada por suborno (Foto: Reprodução)


Com as denúncias, Warner foi obrigado a renunciar da presidência da Concacaf. 

Dentre elas estavam a negociação de uma propina de US$ 10 milhões para garantir a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul e a venda de votos para a eleição do mesmo Mohammed Bin Hammam para a presidência da Fifa em 2011.

Durante a semana, o agora ex-presidente da Concacaf e ex-membro da Fifa Warner se entregou à polícia de Trinidad &Tobago preso, mas pagou fiança para responder o processo em liberdade.

A FRAGILIDADE DA NOSSA VIDA AQUI NESTE MUNDO.


"Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. 

Porque, que é a vossa vida? 

É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece". TIAGO 4: 14.

"Quanto ao homem, os seus dias são como a erva, como a flor do campo assim floresce. 

Passando por ela o vento, logo se vai, e o seu lugar não será mais conhecido". SALMOS 103: 15 e 16.


"O homem é semelhante à vaidade; os seus dias são como a sombra que passa". SALMOS 144: 4.

"O HOMEM, nascido da mulher, é de poucos dias e farto de inquietação.
Sai como a flor, e murcha; foge também como a sombra, e não permanece". JÓ 14: 1 e 2.


"E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo,
Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação". HEBREUS 9: 27 e 28.


A MORTE É A ÚNICA CERTEZA QUE TODOS NÓS DEVEMOS TER NESTA VIDA.

"E ouvi uma voz do céu, que me dizia: Escreve: Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem dos seus trabalhos, e as suas obras os seguem". APOCALIPSE 14: 13.

MORRER NO SENHOR, SIGNIFICA MORRER SERVINDO AO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO E NÃO A RELIGIÕES.

"E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.

Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça, como as estrelas sempre e eternamente". DANIEL 12: 2 e 3.


NINGUÉM AQUI NA TERRA QUANDO MORRE VAI DIRETO PARA O INFERNO E NEM PARA O CÉU.

OS FALSOS LÍDERES RELIGIOSOS ENSINAM, QUE QUANDO ALGUÉM MORRE, VAI DIRETO PARA O CÉU, O QUE NÃO É VERDADE, ELES ENSINAM ESSA HERESIA PARA O POVO, É COM O ÚNICO OBJETIVO DE "CONFORTAR" E "CONSOLAR" OS ENTES QUERIDOS DO MORTO.

BASTA EXAMINAREM AS SAGRADAS ESCRITURAS QUE É ELA A AUTORIDADE FINAL PARA DESMENTIR ESSA HERESIA PREGADA PELOS FALSOS PROFETAS.

"E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. 

E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras.


E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o além deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras.

E a morte e o inferno foram lançados para dentro do lago de fogo. 


Esta é a segunda morte.
E, se alguém não foi achado inscrito no livro da vida, esse foi lançado para dentro do lago de fogo". APOCALIPSE 20: 12 a 15.


"Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;...". JOÃO 11: 25.

POR QUE RESOLVI FAZER NESTA MANHÃ DE DOMINGO, 31 DE MAIO DE 2015 ESTA REFLEXÃO SOBRE O NOSSO EFÊMERO TEMPO DE VIDA NESTE MUNDO ?

É EXATAMENTE PORQUE NENHUM DE NÓS SERES MORTAIS PODEMOS GARANTIR A QUE HORA A MORTE VIRÁ NOS BUSCAR.

ASSIM ACONTECEU COM A SERVIDORA PÚBLICA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE PARAUAPEBAS CARMEM QUEIROZ, QUE NA ÚLTIMA QUINTA FEIRA (28) PELA MANHÃ, PARTICIPARA DE UMA OFICINA DE MATERIAIS RECICLÁVEIS MINISTRADA PELAS EDUCADORAS DO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO SAAEP, E NA MADRUGADA DE ONTEM (30) FOI SURPREENDIDA POR UM ENFARTE AGUDO DO MIOCÁRDIO SEM CHANCE DE SOBREVIVÊNCIA.

QUE DEUS CONSOLE A FAMÍLIA ENLUTADA, E QUE A NÓS QUE AINDA CONTINUAMOS VIVOS, FIQUE A LIÇÃO DE QUE DIANTE DA MORTE, TODOS NÓS SOMOS IGUAIS E IMPOTENTES PARA VENCE-LA, SÓ JESUS CRISTO QUEM A VENCEU PARA NOS DAR A VIDA ETERNA, SE ASSIM DESEJARMOS, CORRENDO PARA OS BRAÇOS DELE AINDA EM VIDA, PORQUE DEPOIS DA MORTE NADA MAIS PODERÁ SER FEITO, PARA QUE NO DIA DO JUÍZO FINAL, POSSAMOS RECEBER DO NOSSO PAI ETERNO O SEU: "Bem está, bom e fiel servo. 

 Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor!

Vejam a seguir as últimas imagens em vida da falecida Carmem Queiroz, participando da oficina de reciclagem no Centro Administrativo da Prefeitura Municipal de Parauapebas, registrada pela Coordenadora do Departamento de Educação Ambiental do SAAEP, Gina Miuki Mikawa Barreto.



Texto: 
Jornalista Valter Desiderio Barreto.

Fotos: 
Gina Miuki Mikawa Barreto.




















Vereador BRAZ gasta R$ 9,9 MILHÕES em apenas 4 meses


Residência do vereador BRAZ e da secretária MAQUIVALDA foi alvo da OPERAÇÃO FILISTEU



Em apenas 4 meses, o vereador BRAZ já gastou R$ 9,911 MILHÕES, o rapaz é pequeninho, como se vê, mas gosta de tudo grande, tem o apetite de um elefante quando a cocheira está abastecida com recursos públicos.

CASAL é atingido em cheio

A Operação Filisteu atingiu em cheio as pretensões do vereador BRAZ e de sua esposa, a Sra. MAQUIVALDA, o casal teve sua residência como alvo dos policiais e promotores do GAECO, onde foi encontrado farto material das suas peripécias na administração pública de Parauapebas.


Fonte: Blog do Sol do Carajás.

sábado, maio 30, 2015

VEJA: Valério pediu R$ 200 milhões para poupar Lula. José Dirceu “pode contar o que sabe e fritar o antigo chefe”

23/05/2015
às 12:51 \ Brasil, Cultura
lula-2-original 

1) Marcos Valério avisou que acusaria Lula de comandar o mensalão se não recebesse 200 milhões de reais. 

O episódio ocorreu em 13 de fevereiro de 2006, segundo a VEJA.

Um confidente de Lula declarou à revista: “Um dia, um grande empresário me contou que havia sido surpreendido com um pedido de depositar recursos numa conta no exterior. 

O dinheiro era para o Valério”.

Sim: a chantagem deu certo e Valério se recolheu.

VEJA acrescenta:
“Lula se livrou da CPI, reelegeu-se em 2006 e foi o efetivo cabo eleitoral de Dilma em 2010. 

Em 2012, Valério contou parte de seus segredos ao Ministério Público, tentando um acordo de delação premiada. 

Já era tarde. 

Lula não podia mais ser incluído no processo. 

O empresário cumpre uma pena de 37 anos de prisão. 

Definitivamente, não fez um bom negócio.”

2) Agora, José Dirceu está sentindo o bafo quente na nuca.

Na iminência de ser preso por envolvimento no Petrolão, o mensaleiro, segundo a revista, “emite sinais de que pode contar o que sabe e fritar o antigo chefe”.

Além de insistir com seus intercolutores que o tesoureiro petista Delúbio Soares era um homem de Lula, Dirceu ameaça:

“O Lula devia falar das visitas que o Valério fez à Granja do Torto”.

Vai logo na frente, Dirceu.

Delata pra polícia, lula frita é uma delícia.

Felipe Moura

Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

sexta-feira, maio 29, 2015

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas - SAAEP, interage com a Secretaria Municipal de Administração para ministrar oficinas de reciclagem

As educadoras ambiental Jacilene Mendes, Maria Izabel e a Pedagoga Gina Miuki Mikawa Barreto, coordenadora do Departamento de Educação Ambiental do SAAEP,  ministraram durante a manhã desta quinta feira, 28, no auditório do Centro Administrativo da Prefeitura Municipal de Parauapebas, uma oficina e exposição de reaproveitamento de materiais recicláveis, para os servidores públicos municipal, usando rolos de papel higiênico, confeccionando produtos artesanais para ornamentação de residências. 

Segundo a Pedagoga Gina Mikawa, "a proposta dessas oficinas ministradas pelo departamento de Educação Ambiental do SAAEP para a comunidade parauapebense através das instituições de ensino do município, setores públicos e privados, tem como objetivo precípuo, despertar nas pessoas que participam dessas oficinas, utilizando diversos materiais descartáveis que  são jogados no lixo, e que podem ser reutilizados, é o reaproveitamento desses materiais transformados em obras de arte gerando economia doméstica, contribuindo com a natureza, o meio ambiente, e ainda gerando renda que ajudará nas despesas da família. 

Mas também não basta confeccionarmos esses produtos, e não termos para quem vender, se a população não se conscientizar da necessidade de mudar de hábito no que se refere ao consumismo de produtos industrializados. 

Porque vai chegar o tempo que não teremos mais lugar para acumularmos o lixo que produzimos diariamente, além de poluir a natureza e o meio ambiente. 

Para isso precisamos contar com a parceria da imprensa em geral, como jornais escrito, rádio, televisão, blogs, sites e até mesmo as redes sociais, mostrando para a sociedade a importância de fazermos uso desses produtos utilitários, confeccionados a partir de materiais recicláveis. 

Ainda existe muito preconceito da nossa sociedade no que se refere usar esses tipos de produtos. 

E esse preconceito tem que acabar, a partir de nós que transformamos "lixo" em luxo, criando o hábito de utilizarmos esses produtos, como exemplo e estímulo para os usuários em potencial, que poderá se tornar nossos clientes cativos", conclui a educadora ambiental Gina Mikawa Barreto. 

Eu acrescentaria mais uma observação na sugestão da Coordenadora do Departamento de Educação Ambiental do SAAEP. 

Os nossos governantes tanto a nível federal, estadual, e municipal, deveriam começar a incentivar a população brasileira a consumir produtos recicláveis, partindo do seu próprio exemplo, adquirindo esses produtos para uso em seus gabinetes de trabalho e secretarias, fomentando assim a mão de obra daqueles que estão fora do mercado de trabalho como uma alternativa de amenizar os problemas sociais que consomem parte do orçamento das administrações pública do Brasil, por falta de uma política pública para atender a demanda de um exército interminável de cidadãos desprovidos do mínimo necessário para sua sobrevivência  e de sua família. 

Porque, o que nós percebemos, é que os nossos governantes promovem seminários, congressos e conferências todo ano, em diversas regiões do Brasil e do mundo, abordando temas voltados para o meio ambiente, com ênfase na reutilização e sustentabilidade dos materiais recicláveis, induzindo a população a se dedicar a esse tipo de atividade alternativa, como agente defensor e protetor da natureza e do meio ambiente, buscando nesta iniciativa sua autossustentação, mas os mesmos não adquirem e nem compram tais produtos como forma de estímulo e incentivo a quem se dedica a esta atividade laboral. 

Se os governantes passarem a investir no consumo de produtos confeccionados a base de materiais recicláveis já encontrados no mercado, com certeza a população se sentirá motivada a mudar de hábito, e a natureza e o meio ambiente agradecem. 

O evento foi realizado pela Secretaria Municipal de Administração (Semad), por meio da Coordenadoria de Treinamentos e Recursos Humanos (CTRH), em parceria com o Centro de Educação Ambiental de Parauapebas (Ceap).

Texto: Jornalista Valter Desiderio Barreto.

Fotos: Departamento de Educação Ambiental do SAAEP.

















  

A Editora Scortecci realiza o seu sonho de tornar-se um escritor basta entrar em contato e fazer seu orçamento de quantos livros deseja publicar.

GRUPO EDITORIAL SCORTECCI

Rua Dep. Lacerda Franco, 107 - Pinheiros - CEP 05418-000 - São Paulo - SP
Expedição, Logística e Livroscort: (11) 3032.1179 ou (11) 3031.3956
Edição e Publicação de Livros: (11) 4562.8003 ou (11) 4562.8004
Espaço Scortecci, TV Livro e Escola do Escritor: (11) 4562.5003 ou (11) 4562.5004






ORÇAMENTO PARA PUBLICAÇÃO DE LIVROS

Preencha o formulário abaixo e clique no Enviar. Em caso de dúvida use o Espaço Livre.
Entraremos em contato, por e-mail ou telefone, o mais breve possível.
Será solicitado cópia da obra em Word para orçamento, sem compromisso.

Orçamentos - Livros Infantis aqui
CADASTRO DE ATENDIMENTO
*Nome Completo:
*Endereço:
 nº Compl.
*Bairro:
*Cidade:
*CEP:
(00000-000)
*Estado:

*Telefone:
-
Celular:
-
*E-mail (minúsculo e apenas um):
*Já publicou livro com a Scortecci?:

DADOS SOBRE A OBRA
Nome do Livro:
Gênero / Assunto:
*Quantidade de Exemplares?:

*Formato:

*Número de Páginas (multiplo de 4):
*Revisão:

*Ilustrações, Desenhos, Fotos:

*Papel do Miolo do Livro:

*Capa 4 cores Papel Cartão 250 gramas:


OPÇÕES E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO
A Vista (no contrato) com desconto de 10%.
50% no contrato + 50% na entrega dos Livros com desconto de 8%.
1 (contrato) + 3 vezes com desconto de 5%.
1 (contrato) + 6 vezes.

Parauapebas: Vereadores são acusados de exigir propina a dono de supermercado


Notícias de Parauapebas
Veja direto na fonte, clique aqui no NOTICIAS DE PARAUAPEBAS
Vereadores são acusados de exigir propina a dono de supermercado




sss

Os vereadores Odilon Rocha (SDD) e Irmã Luzinete (PV), de Parauapebas, estão sendo acusados de pressionar o comerciante Edmar, o popular “Boi de Ouro”, proprietário do Supermercado Baratão, a pagar propina por meio de nota superfaturada da Câmara Municipal.
De acordo com a denúncia, os parlamentares teriam chegado no início da noite de quinta-feira (5) ao escritório do Supermercado Baratão, na Rua A, esquina com a Rua 4, e Luzinete passou a ameaçar o proprietário do estabelecimento, que estava no andar de cima, dizendo para um funcionário que o comerciante não era homem, enquanto Odilon pedia para ela se acalmar.
Segundo informou a testemunha à reportagem, o supermercado fornece alimento para a Câmara Municipal e tinha uns veículos locados para aquela repartição pública. 
As caminhonetes eram locadas por mais de R$ 1 milhão por mês.
A testemunha afirma que a vereadora chegou pedindo dinheiro a mais da nota que a Câmara paga para o supermercado. 
No momento, o proprietário do estabelecimento se encontrava no andar superior do prédio, onde reside.
A fonte do supermercado acrescentou que durante o contrato de locação dos veículos a presidência da Câmara exigia importância a mais do contrato, o tal de caixa dois. 
O contrato de locação dos veículos foi encerrado dia 6 deste mês, mas o fornecimento de alimento continua.
O funcionário do supermercado disse estranhar por que a presidência da Casa passou o caso da comissão para os vereadores Luzinete e Odilon tratar com Edmar.
Outro lado
Procurada pela reportagem na manhã desta segunda-feira (9), a vereadora Irmã Luzinete, a princípio, negou que tivesse visitado o estabelecimento comercial. “Não estive lá e nem conheço esse empresário. 
Não participo de nenhum esquema de corrupção da Câmara. 
Eu represento Deus aqui na terra”, sustentou.
Com a insistência do repórter, dizendo que testemunha tinha visto ela no supermercado, na companhia do vereador Odilon, a vereadora confessou que esteve lá, sim, para fazer companhia ao colega de parlamento, que, segundo Luzinete, empresta dinheiro a juros para o dono do supermercado e ele foi lá receber parcelas atrasadas, “mas nada a ver com a Câmara”.
Ouvido também pela reportagem, o vereador Odilon Rocha contou uma versão diferente, dizendo que chegou ao escritório do supermercado e encontrou a vereadora Luzinete muito aborrecida, mostrando-se bastante exaltada, querendo falar com o dono do supermercado. 
“Pedi pra ela se acalmar, afirmando que aquilo não era um bom procedimento, mas não tomei conhecimento do assunto que a colega queria tratar com o comerciante”, revelou Odilon Rocha, acrescentando que em seguida deixou o local e a vereadora teria ficado lá.
Sobre o assunto, o vereador Josineto Feitosa (SDD), presidente da Câmara Municipal, confirmou que o Poder Legislativo tinha dois vínculos de prestação de serviços com a empresa de Edmar Boi de Ouro, sendo um de locação de veículos, que encerrou no último dia 6, e o outro referente fornecimento de gêneros alimentícios. 
Este último, no valor de mais de R$ 200 mil por ano.
“Desconheço os motivos que levaram os vereadores Odilon e Luzinete a ir tratar deste assunto naquele supermercado. 
Desconheço também qualquer tipo de superfaturamento de nota. 
Vou entrar em contato com o empresário para eu tomar ciência do que está ocorrendo e depois chamar os vereadores que teriam ido lá”, informou Josineto Feitosa.
Procurado para falar sobre o assunto, o empresário Edmar Boi de Ouro não confirmou e nem desmentiu as acusações, preferindo não tecer nenhum comentário obre o tema.
 
Notícias de Parauapebas – Waldir Silva/ Vela Preta

Vereador de Parauapebas já está preso em Santa Izabel

Odilon Rocha veio de Parauabepas para a Penitenciária de Santa Izabel


Por: O Liberal

O vereador Odilon Rocha (SDD), de Parauapebas, preso na operação Filisteu, chegou ontem à capital paraense. 

Ele está preso no Centro de Recuperação Especial Coronel Anastácio das Neves (Crecan), no Complexo Penitenciário de Santa Izabel, onde ingressou por volta das 13h. 

O vereador precisou de atendimento psicossocial na chegada ao centro de detenção. 

Odilon e o vereador José Arenes (PT), também preso na mesma operação, estão custodiados na cela de triagem da unidade prisional, separados dos demais detentos. 

A medida consiste em um procedimento padrão, segundo informou a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe). 

O empresário Edimar Cavalcante foi transferido para o Presídio Estadual Metropolitano I (PEM I), no Complexo Penitenciário de Marituba.

Nos próximos dias, os dois vereadores serão encaminhados a celas coletivas junto com outros detentos, onde ficarão à disposição da Justiça. 

Odilon foi preso na última terça-feira, 26, acusado de participar de um esquema de fraudes em licitações entre os anos de 2013 e 2014, quando exerceu o cargo de primeiro secretário da câmara do município. 

Depois de preso, foi transferido a um hospital particular de Paragominas, após passar mal. 

O caso está sendo investigado pelo Ministério Público do Estado (MPE) e pela Polícia Federal. 

Rocha ficou conhecido ao afirmar que a remuneração paga pelos cofres públicos a um vereador era insuficiente para “viver de forma honesta”. 

O caso ganhou notoriedade na internet, após gravação em sessão na câmara, no dia 24 de abril. 

“O valor que o vereador ganha aqui, se ele não for corrupto, ele mal se sustenta durante o mês”, declarou Odilon, que cumpre o quinto mandato na câmara municipal de Parauapebas.

De acordo com a Susipe, caso seja apresentado laudo clínico comprovando problemas de saúde, com a devida autorização judicial, o vereador será encaminhado para a ala de enfermaria da unidade prisional. 

 Odilon é acusado de receber 50% dos valores superfaturados do empresário que vencia as licitações do período. 

O empresário Edimar Cavalcante foi preso acusado de emitir notas fiscais frias e superfaturadas.

A Prefeitura de Parauapebas informou que colabora com as investigações fornecendo informações e que os serviços municipais não foram interrompidos com a operação. 

Também afirmou que os procedimentos referentes à Câmara Municipal são de responsabilidade da mesa diretora do Poder Legislativo.

Idoso de 83 anos estuda direito após concluir dois cursos: 'Não vou parar'


Leon Nolasco deve se formar no fim deste ano e quer fazer exame da OAB.
Depois, ainda planeja fazer pós, cursar agronomia e história: 'Me sinto vivo'.

 

Fernanda Borges Do G1 GO
Leon Nolasco, 83 anos, se prepara para concluir curso de direito e quer mais (Foto: Fernanda Borges/G1)Leon Nolasco, 83 anos, se prepara para concluir curso de direito e quer mais (Foto: Fernanda Borges/G1)
 
 
Após criar quatro filhos sozinho e “encaminhá-los para a vida”, o professor de matemática goiano Leon Delane Nolasco decidiu que era a hora de se reinventar. 

Aos 80 anos, ele concluiu a sua segunda graduação, no curso de ciências contábeis, e passou a atuar como contador. 

Não satisfeito, ingressou no curso de direito e, atualmente, aos 83 anos, se prepara para a formatura no fim deste ano. “E ainda quero mais. 

Só vou parar quando entrar para o livro dos recordes como o idoso universitário com mais formações”, contou ele ao G1.

Apesar da idade, Leon mostra muita disposição. 

Ele conta que caminha diariamente por 7 km, realiza dos serviços rodando “atrás dos clientes” e ainda se dedica aos estudos na Faculdade Cambury. 

“Eu sempre gostei de estudar e esse é meu segredo para não deixar meu cérebro parar. 

Por isso, ainda quero prestar o exame da OAB [Ordem dos Advogados do Brasil] e fazer uma pós-graduação em direito agrário. Vou atuar na área com certeza”, diz.


Mas ele ainda tem mais sonhos: cursar agronomia e história. “Na verdade, história sempre foi minha grande paixão. 

Mas como não dava para viver bem disso, parti para o curso de matemática e, mais tarde, para ciências contábeis. 

Mesmo assim, sentia que precisava me aperfeiçoar para ganhar mais dinheiro, aí veio o direito. 

Porém, ainda quero fazer agronomia e, por fim, realizar meu sonho com o curso de história. 

Aí, quem sabe, me darei por satisfeito”, ressaltou Leon.

Nos corredores da universidade onde estuda, ele é praticamente uma celebridade. 

Bem-humorado, faz questão de cumprimentar os colegas. 

“Me sinto ainda mais vivo estando em uma universidade. 

Sempre achei bonito o termo ‘acadêmico’ e, enquanto puder, estarei em contato com esse universo”.

Estudos.

Natural de Buriti Alegre, no sul de Goiás, Leon conta que viveu muitos anos em Pontalina, até mudar para Goiânia, onde já está há cerca de 40 anos. 


De família humilde, ele diz que nem sempre imaginou que iria tão longe nos estudos.

Quanto mais conhecimentos, melhor a pessoa se torna. 
 
O que não pode é parar jamais"
Leon Nolasco, universitário aos 83 anos.
 
Quando a esposa morreu, em 1971, ele atuava como professor de matemática e tinha os quatro filhos para criar. 

“Na época, meu mais novo tinha 4 anos e não foi nada fácil. 

Mesmo assim, nunca tive coragem de casar de novo e, juntos, conseguimos nos virar bem. 

Felizmente, todos se tornaram pessoas de bem”, diz.

Orgulhoso, ele diz que os filhos, que atualmente têm idades entre 41 e 46 anos, também estudaram e se formaram. 

Com isso, ele viu que chegara a hora dele pensar em realizar os próprios desejos e investiu novamente na vida universitária.

“Eu estive em salas de aulas por 25 anos ensinando matemática. 

Depois que parei, senti muita falta. 

Aí percebi que eu queria estudar mais e acabei me encontrando. 

Hoje sou feliz e quero mesmo me tornar um recordista por ter a idade que eu tenho e continuar estudando”, afirmou o universitário.

Apesar da vida agitada, ele diz que ainda encontra tempo para se divertir. 

“Vou a bailes, danço bastante e aproveito a vida. 

Tenho até minhas paqueras. Hoje eu aprendi a comer direito, não fumo e nem bebo mais, e isso me traz uma qualidade de vida enorme. 

Até mesmo de corridas ao lado dos meus familiares eu participo e ainda chego na frente deles”, destacou.

E para quem acha que apenas os jovens podem correr atrás dos sonhos, Leon é a prova viva que não há limites. “Estudar é bom demais. 

Quanto mais conhecimentos, melhor a pessoa se torna. 

O que não pode é parar jamais”, concluiu.
Aluno aplicado, Leon também se prepara para fazer o exame da OAB (Foto: Fernanda Borges/G1)Aluno aplicado, Leon também se prepara para fazer o exame da OAB (Foto: Fernanda Borges/G1)